Arte

Produtores de ‘The Crown’ admitem ter pago menos a Claire Foy do que a Matt Smith

por: Kauê Vieira

Grande sucesso do Netflix, a série The Crown já acumula duas temporadas retratando os bastidores da coroa britânica. Até aqui a história tratou os primeiros anos de reinado da então jovem Rainha Elizabeth II, que há mais de meio século é patrona da monarquia no Reino Unido.

Mas, mesmo vivendo uma das figuras mais emblemáticas da história, atriz Claire Foy não conseguiu se livrar das diferenças salariais entre gênero. Isso mesmo, tal como Robin Wright em House Of Cards, Foy recebe salário menor em comparação com Matt Smith, ator que interpreta o papel do príncipe Phillip, marido da monarca e duque de Edimburgo.

A revelação foi feita pelos produtores da série britânica durante evento realizado na em uma rede de TV de Jerusálem. “Nós, os produtores, tivemos conhecimento de que Smith estava ganhando mais graças à sua fama por Doctor Who, mas retificariam no futuro,” admitiu a produtora-executiva Suzanne Mackie, ressaltando que “desde então ninguém ganha mais que a rainha.”

Nem mesmo a rainha escapou das diferenças de gênero, pelo menos em ‘The Crown’

Por ter sido protagonista durante quatro temporadas da série Doctor Who, Matt Smith foi contratado a peso de ouro para trabalhar em The Crown, resultando em uma remuneração maior do que a de Clair, mesmo ela dando vida para a personagem mais relevante da trama. Foy teve de trabalhar dobrado para provar seu valor

Não custa lembrar que a atriz de 33 anos ganhou um Globo de Ouro e dois prêmios do Sindicato dos Atores por sua interpretação de Elizabeth durante as décadas de 1950 e 1960. Já o colega Matt não foi agraciado com prêmio algum.

Com orçamento de cada capítulo na casa dos 7 milhões de dólares (perto de 22 milhões de reais), The Crown é uma das produções televisivas mais caras da história.

A terceira temporada está confirmada e começa a ser gravada no mês de julho. A expectativa é que Helena Bonham-Carter e Hugh Laurie sejam adicionados ao novo elenco. Espera-se, sem disparidades salariais entre homens e mulheres.

Espera-se que mulheres ganhem o mesmo que os homens

Publicidade

Fotos: Netflix


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ex-Disney, Bella Thorne se tornou diretora de filmes adultos – e já ganhou um prêmio