Debate

Professor alimenta tartaruga com filhote doente de cão e revolta pais

por: Redação Hypeness

O professor de uma escola localizada na zona rural do condado de Preston, em Idaho, nos Estados Unidos está causando uma enorme discussão entre a comunidade. Isso porque autoridades estão investigando a informação de que ele teria alimentado uma tartaruga com um filhote de cachorro doente.

Com nome preservado pelas autoridades, segundo a imprensa local ele se chama Robert Crosland e deu o cachorro para a tartaruga comer após o horário de aula, mas ainda na presença dos alunos. Outros estudantes o acusam de alimentar outros animais no passado. Uma das denúncias apontam que ele fez um porco da Guiné como presa de uma cobra.

O professor Robert Crosland segue exercendo suas funções na escola

Falando aos repórteres, a diretora da escola de Preston, Marc Gee, disse estar ciente do fato e das circunstâncias lamentáveis envolvendo algumas espécies animais.”

“O ocorrido na escola, com a presença dos estudantes, é repudiado por nós. Isso não faz parte da nossa filosofia. Mas enfatizamos que em momento algum a segurança dos alunos foi colocada em risco,” completou.  Até o momento Crosland não foi afastado e segue exercendo normalmente seu cargo na escola.

O chefe de polícia de Preston declarou que a investigação sobre o caso já está em curso e os documentos estão sendo analisados pelo procurador-geral de Preston, Vic Pearson.

O Departamento de Agricultura de Idaho (ISDA) confirmou que apreendeu e sacrificou a tartaruga. Segundo o órgão, seu tamanho e característica carnívora são invasivas no estado e exigem autorização especial.

“A população está ciente da necessidade de se manter longe do estado espécies invasivas como esta. Qualquer um que tenha uma destas espécies precisa procurar o Departamento de Agricultura para uma análise,” ressaltou um porta-voz do departamento.

 Entretanto, algumas pessoas criaram uma campanha defendendo o professor. River McKay, que se diz ex-aluno da escola, é autor de uma petição que já atingiu 3.600 assinaturas.  

“Está na hora de lutar por um dos melhores professores de ciências da escola. Como ex-aluno, eu sei do impacto de seus ensinamentos em minha vida. Precisamos demonstrar nosso apoio por um homem que revolucionou no ensino da ciência,” salientou.

Alguns pais por sua vez não concordam com a postura do professor de ciências, mas condenam o tratamento do mesmo pela imprensa. Caso de Farahyln Hansen, que mesmo com o testemunho de seus filhos do ato, enxerga uma postura desumana na leitura de tudo o que aconteceu.

“Minhas crianças estão muito tristes com o modo que ele está sendo tratado. Estou descontente com os comentários das pessoas. Ele passou boa parte de sua vida ressaltando a importância do respeito aos animais,” disse.

Em contraponto, ativista pelos direitos dos animais, Jill Parrish, fez um boletim de ocorrência após tomar conhecimento do caso.

“Permitir que crianças assistam ao sofrimento de um cachorro inocente porque ele está servindo de comida para outro animal é violência. Não é aceitável.”

Publicidade

Fotos: foto 1: Reprodução/foto 2: Pixabay


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Médica disse que meu filho estava morto, mas ele nasceu vivo’, casal denuncia negligência de hospital