Debate

Professor humilha e expulsa aluna por estar com filha na sala de aula

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte está no meio de uma polêmica envolvendo o professor Alípio Sousa Filho, que proibiu a aluna Waleska Lopes de frequentar suas aulas acompanhada da filha de cinco anos.

Considerada humilhante, a fala do docente aconteceu durante a aula de Introdução à Sociologia, parte do cronograma do curso de Ciência Sociais da UFRN.

No discurso, ele exigia que os alunos dessem mais valor à universidade, além de ter expressado sua insatisfação com a atitude de uma mãe que leva sua filha para a sala de aula. Alegando que a presença da criança traz prejuízos para a disseminação do conteúdo, Alípio ameaçou ainda chamar o Conselho Tutelar contra a estudante.

Waleska Maria Lopes contou ao G1 que se sentiu humilhada ao ser exposta por Alípio e que por trabalhar de manhã e na parte da tarde não tem com quem deixar a criança quando vai para a universidade à noite.

“Me senti muito mal. Minha filha perguntou se não podia mais assistir às minhas aulas. Se era por causa dela. É uma grande humilhação. A única família dela sou eu. Ela só tem a mim. Foi terrível.”

“Problema seu, a universidade não tem problema com isso, se vire,” disse o professor

Natural do Rio de Janeiro, onde vive toda a sua família, Waleska reside no Rio Grande do Norte desde 2008, mas apenas no ano passado se mudou para a capital Natal, pois tinha passado no Enem. Na cidade trabalha como atendente de telemarketing para sustentar a filha e pagar o aluguel da casa que divide com outra pessoa.

A situação difícil da jovem não parece comover Alípio Sousa Filho, doutor pela Universidade de Paris René Descartes, que nega a expulsão ou qualquer tipo de humilhação, mas mantém a opinião de que a presença de uma criança inquieta acaba distraindo a turma toda.

“A criança fica chamando a atenção da aluna, o que faz com que ela não esteja atenta à aula. Além disso, chama a atenção dos demais alunos”, defende.

O acontecimento foi registrado por meio de um áudio compartilhado em grupos de whatsapp.  O conteúdo ainda mostra a continuidade do sermão do professor, que após sua expulsão disse que as dificuldades na criação da filha eram “problema dela” e que “a universidade não tem problema com isso.” Para ele a jovem deveria repensar sua vida e se fosse necessário deixar o curso de Ciências Sociais.  

“Ela encontre uma rede de solidariedade para cuidar da criança. Não consegue essa rede de solidariedade? Repense sua vida. Não tem que estar fazendo Ciências Sociais, não tem que estar estudando na universidade. Você só faz isso se tiver condições. Agora não vai impor à instituição coisas que não são assimiladas pela instituição. ‘Ah, eu sou pobre, não tenho’. Problema seu, a universidade não tem problema com isso, se vire”

Nas redes sociais Waleska agradeceu aos inúmeros recados solidários e contou ainda que enquanto estudou na Universidade Federal Rural do Semi-Árido a presença da filha nunca foi um problema. Já os colegas de universidade da jovem divulgaram um manifesto pedindo o afastamento do professor. 

Ainda não havia vindo aqui para agradecer e agradecer tudo o que eu recebi de apoio e solidariedade hoje.Antes de mais…

Posted by Waleska Lopes on Wednesday, March 7, 2018

Posted by Coletivo Acadêmico de Ciências Sociais – UFRN on Thursday, March 8, 2018

O que diz a UFRN

Em nota a Universidade Federal do Rio Grande do Norte comunicou que não existe nenhuma norma proibindo ou permitindo a presença de criança nas salas de aula. Entretanto, alegou a existência de uma legislação nacional dando autonomia ao professor para decidir se um aluno pode ou não estar na aula.

Por meio de sua reitoria, a UFRN explicou ainda que qualquer processo administrativo que venha a ser instaurado parte inicialmente dos departamentos. No caso do Departamento de Ciências Sociais até agora a administração não foi acionada para realizar apurações.

 

Publicidade Anuncie

Foto: Reprodução/Wikipédia


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Torcedor argentino que humilhou jovem russa é proibido de entrar em estádio