Ciência

Último artigo de Stephen Hawking pode levar à descoberta de universo paralelo

por: Kauê Vieira

Publicidade Anuncie

Stephen Hawking foi um dos maiores nomes da humanidade de todos os tempos. Reconhecido por seu trabalho revolucionário na ciência, o físico britânico nos deixou na última semana aos 76 anos e será lembrado por romper limites e desafiar paradoxos.

Considerado o cientista mais importante do mundo depois de Albert Einstein, foi responsável por explicar os buracos negros e sua grande densidade. Seu maior feito. Ou será que a superação do diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica (ELA), que paralisa as atividades musculares do corpo, foi a maior conquista de sua vida? Ao receber a notícia da doença, Hawking tinha expectativa de pouco mais de um ano de vida. Viveu 76.

Hawking foi um dos nomes mais importantes da ciência

A relevância de Stephen Hawking é enorme e continua reverberando mesmo após sua morte física. Duas semanas antes de falecer, o físico finalizou um estudo científico que pode ser decisivo na busca por um universo paralelo.

Batizado de A Smooth Exit From Eternal Inflation (Uma Saída Suave da Eterna Inflação), o documento foi feito em coautoria com o físico e professor da Universidade KU Leuvene Thomas Hertog e contém toda a matemática necessária para permitir que uma sonda espacial viaje aos lugares mais obscuros do universo para colher evidências da existência de um universo paralelo.

Com tais elementos a obra defende a teoria do multiuniverso e segundo Hawking e Hertog permite detectar os Big Bangs por meio de ondas gravitacionais do nosso próprio Big Bang.

Segundo o tabloide britânico Sunday Times, trata-se de uma descoberta sem precedentes, que colocaria os cientistas como grandes candidatos ao Prêmio Nobel. Porém, Stephen Hawking estaria inelegível, já que não estão previstas homenagens póstumas.

Publicidade

Fotos: foto 1: Reprodução/AP/foto 2: Reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Cientistas brasileiros descobrem efeito analgésico em abacaxi