Agenda Hypeness

Womens Music Event realiza em SP a maior conferência de mulheres na música do país

por: Camila Garófalo

Publicidade Anuncie

Imagina uma conferência do mercado musical só para mulheres. Isso já existe. Estamos falando do Womens Music Event que acontece nos próximos dias 16 e 17 no Centro Cultural São Paulo. Assim como este, outros eventos continuam exaltando o protagonismo feminino no mês das mulheres, como é o caso do show da banda Dolores 602 que convida outras artistas de SP para participações especiais. A programação também conta com show da banda Mulamba (PR) no interior de São Paulo e outras exposições incríveis. Confira abaixo.

Womens Music Event – a maior conferência para mulheres na música

O WME 2018 já tem data e local confirmados: nos dias 16 e 17, sexta e sábado, o Women’s Music Event retorna ao Centro Cultural São Paulo com um total de 12 painéis de debates, 6 workshops e 3 shows, em dois dias de muito aprendizado e networking.

No total, cerca de 70 mulheres que ocupam posições estratégicas no mundo da música estarão dividindo seus conhecimentos com o público. Na programação, temas provocadores tendo como foco o mercado da música, numa visão englobando negócios e tecnologia sob a perspectiva das mulheres.

Flora Matos é uma das atrações:

Além da parte diurna, estão confirmados dois eventos noturnos – uma festa dedicada à música eletrônica, outra noite reunindo nomes da MPB e, no domingo, um festão gratuito no domingo (18) numa rua de São Paulo estrelando a cena emergente do rap feminino. Confira a programação completa aqui.

SERVIÇO:
O que: Paines
Onde: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000, Liberdade, São Paulo
Quando: Sexta, 16 de março, a partir das 12h30 (credenciamento a partir das 11h)
Sábado, 17 de março, a partir das 14h30 (credenciamento a partir das 14h)
Quanto: R$ 40 e R$ 20 por dia; passaporte contemplando 2 dias de CCSP + Clube Jerome + Jazz nos Fundos: R$ 150 (R$ 75 meia)

O que: Shows: Nina Becker e Luedji Luna
Onde: Jazz nos Fundos – Rua Cardeal Arcoverde, 742, Pinheiros, São Paulo
Quando: Sexta, 16 de março, a partir das 22h30
Ingressos: R$ 40 (acesso a livre para quem comprou o passaporte completo)

O que: Line-up: Marina Dias, Paula Chalup, atração internacional a confirmar
Onde: Clube Jerome – Rua Mato Grosso, 398, Higienópolis, São Paulo
Quando: Sábado, 17 de março, a partir das 23h30
Quanto: confirmando presença no evento R$ 50 de entrada ou R$ 110 de consumo; na porta, R$ 80 ou R$ 130 de consumo (acesso a livre para quem comprou o passaporte completo)

Banda Dolores 602, de BH, lança novo disco em SP

A banda mineira Dolores 602 apresenta no próximo dia 16 de Março (sexta-feira), no Breve, o show de lançamento de Cartografia, disco de estreia do grupo divulgado no começo deste mês – ouça aqui. Na noite “Minas de Minas”, a Dolores 602 convida as cantoras Ekena (SP), Camila Garófalo (SP), Fernanda Branco Polse (SP) e Julia Branco (BH) para participações especiais em seu show, cuja abertura ficará por conta de Marina Melo.

Dolores 602 é composta por Débora Ventura (voz, violão, guitarra), Camila Menezes (baixo, ukulele, voz), Isabella Figueira (bateria, gaita, escaleta) e Táskia Ferraz (guitarra, vocais). As quatro mineiras integram a banda há sete anos e lançam agora seu debut, gravado ao longo de 2017.

SERVIÇO
O que: Dolores 602 em São Paulo (participação especial: Ekena, Camila Garófalo, Fernanda Branco Polse e Julia Branco – Show de abertura: Marina Melo)
Quando: 16 de março, às 19h
Onde: Breve – Rua Clélia, 470 – Pompeia
Quanto: R$ 15

Mulamba (PR) faz show ao lado de cantoras do interior de SP

A cena das minas na música vem se fortalecendo por todo o país e enfatizar isso no mês da mulher é sinônimo de representatividade. Nesse contexto nasceu a SÊLA, coletivo de SP que está reunindo as manas através de festas e festivais na capital paulista. Após uma temporada no Sul do Brasil, a SÊLA chega em Ribeirão Preto para uma noite histórica no Armazém Baixada.

Na programação está Mulamba (PR), banda formada exclusivamente por mulheres e que acabou de se apresentar no Psicodália, festival multicultural que aconteceu em Rio Negrinho (PR) mês passado. Ao lado dessa que promete ser a grande revelação de 2018, também se apresentam cantoras e compositoras que movimenta o cenário musical independente da cidade.

Camila Garófalo, idealizadora da SÊLA, mostra suas novas canções e contracena com a rockeira Gika Bacci, que também canta músicas autorais do seu disco “Alligator”. Outra dupla que enriquece o repertório é Camila Kerr ao lado de Claire Jézéquel, ambas ícones do jazz ribeirao pretano. Logo em seguida vem a banda Stra Zirma com clássicos da MPB, além de acompanhar sua percussionista Gá Heblin que após anos de estrada acaba de começar sua carreira solo. Ingressos disponíveis no link: https://www.sympla.com.br/mulher-na-musica-mulamba-pr-e-a-cena-das-minas-em-rp__252688

SERVIÇO
O quê: SÊLA no Armazém Baixada
Quando: 17 de março a partir das 22h
Onde: Armazém Baixada – Rua Duque de Caxias, 141
Quanto: de R$ 15 a R$ 25

Choque Cultural promove exposição coletiva no Itaim

Andar junto e pensar no coletivo. É esse o lema de COLETIVO_CHOQUE, exposição que a galeria Choque Cultural promove a partir de 17 de março em um galpão industrial no Itaim, onde funciona o ateliê do artista Alê Jordão. Com curadoria de Baixo Ribeiro, a mostra reúne trabalhos do anfitrião e também dos artistas Daniel Melim, Jaca, Mariana Martins, Matias Picon, Narcélio Grud, Rafael Silveira, Tec e o coletivo BijaRi.

A exposição é apresentada ao público paulistano como uma grande instalação multimídia, repleta de áreas imersivas que têm como objetivo propiciar uma gama de experiências não somente estéticas, mas sensoriais.  Logo na entrada do espaço, o visitante se depara com um grande mural urbano, concebido por todos os artistas participantes.

Ao longo da mostra, cada artista expõe obras que sintetizam sua produção mais recente. São dezenas de instalações, obras interativas, arte-iluminação, peças com sensores que ativam alto-falantes, programas digitais, miniaturas, gigantografias, esculturas móveis, murais, vídeo-projeções, entre trabalhos em mídias e suportes.

Oficinas

Ao longo de todo o período expositivo, os artistas da galeria promoverão uma série de eventos aos finais de semana. Serão oficinas, visitas guiadas e performances cujo intuito é aproximá-los do público em ações colaborativas, permitindo uma melhor compreensão das linguagens e dos processos criativos que envolvem cada uma das obras da mostra.

24/3 – Visita guiada e roda de conversa com o curador Baixo Ribeiro e artistas participantes da exposição, além de projeções de vídeos biográficos;
31/3 – Never Give Up: oficinas de manipulação de vidro e neon com Alê Jordão e de caligrafia com Mariana Martins;
7/4 – Gráfica Independente: oficinas de stencil art com Daniel Melim e publicações de gráfica artesanal (zines) com Jaca e Picon;
21/4 – Arte Urbana e Novas Tecnologias: Oficinas de projeções mapeadas (mapping) com o coletivo  BijaRi e oficina de vídeo-drone com o artista Tec;
5/5 – Performance musical de Rafael Silveira com sua banda Os Transtornados do Ritmo Antigo.

SERVIÇO:
O que: COLETIVO_CHOQUE
Quando: Abertura – 17 de março, das 11h às 18h – de 20 de março a 5 de maio
Onde: Rua Comendador Miguel Calfat, 213 | Itaim Bibi
Quanto:

Thalles faz pocket show gratuito na livraria cultura do Conjunto Nacional

Além da apresentação gratuita, ele participará de uma sessão de autógrafos do seu álbum, “UTOPIA”. Thalles é ator, cantor e compositor, nascido em Porto Alegre (RS), começou sua carreira aos 7 anos e acumula mais de 25 espetáculos de teatro em seu currículo. O gaúcho de 23 anos ficou conhecido por seu trabalho na novela “Amor à Vida”, da Rede Globo, com o personagem Jonathan, filho de Félix (Mateus Solano) e Edith (Barbara Paz). Seu mais recente trabalho na TV foi na série “Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis”, primeira produção nacional da Warner.

Com um bem-sucedido EP na bagagem, “That’s What We Were Made For”(2013), Thalles lançou seu primeiro álbum cheio: ochamado “Utopia”(2017). Em apenas um mês no Spotify, o single “Sad Boys Club” ultrapassou a marca de 50 mil reproduções, chegando ao 13° lugar na parada Brazil Viral 50. Até aqui, o artista soma mais de 700 mil visualizações em seus videoclipes no YouTube.

“Utopia”(2017) é resultado de um financiamento coletivo realizado pelo cantor na internet, que recebeu o apoio de centenas de seus fãs e apresenta 11 faixas inéditas.

SERVIÇO
O que: pocket show de Thalles e Sessão de Autógrafos
Quando: 18 de março, 15h
Onde: Deck – piso térreo – Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Av. Paulista, 2073 – São Paulo/SP
Quanto: gratuito

Casa das Caldeiras divulga programação do Festival Caosarte e Tempo Forte II

Nos dias 18 e 19 de março, nomes como Vera Sala, Jorge Garcia Companhia de Dança, Craca e Dani Nega, Nu-Naked Universe, Casal Brasilis, DJ Selectora CecYza (Peru) e DJ Rodrigo Bento (Pilantragi), estarão circulando pela Casa das Caldeiras apresentando suas obras, conversando sobre os meios para a produção cultural e seus processos criativos. Tudo isso em meio a famosas festas de São Paulo como Batekoo e Derretida, Oficinas, bazar de economia criativa e exposições no famoso túnel das chaminés com André Bueno, Hilton Ribeiro e Astronauta Mecânico.

O festival reunirá shows, apresentações de teatro, dança, performances, intervenções, feira de troca, exposições, debates, uma grande mostra do Programa de Residência Artística da Casa das Caldeiras, entre dezenas de outras atrações, numa mistura de diversas linguagens artísticas e culturais. Além de propor um ambiente de troca de informações sobre produção cultural e criações artísticas, expandindo possibilidades para aqueles que trabalham com arte, cultura e economia criativa.

Confira a programação oficial do evento:

Caosarte + Tempo Forte: Grátis na Casa das Caldeiras

DIA 18 DE MARÇO DE 2018 – domingo – A partir de 15h00

SALÃO PRINCIPAL – 15h/18h – Paulo Capello

18h/20h – DJ Cecília Yzarra
20h/21h – Craca e Dani Nega
21h/23h – DJ Casal Brasilis (Bruni Niggas e Rafa Jazz)
JARDIM – 16h/19h – Derretida + Mari Belmont
18h/21h – Batekoo

TÚNEL – CHAMINÉ FUNDOS – Instalação – Astronauta Mecanico – Veruscka

OFICINA – PanorâBICo – Imaginar e realizar uma frisa/paisagem panorâmica com desenhos realizados com canetas BIC. O foco é a natureza, plantas, árvores, flores e frutas reais ou inventadas. Camadas e superposições de detalhes vegetais acompanham as camadas e as superposições das cores das canetas BIC. Serão disponibilizadas 20 vagas

TÚNEIS – Exposição – Fotografia – André Bueno e Hilton Ribeiro

Mostra dos Artistas Residentes do Programa Obras em Construção: Jorge Garcia Companhia de Dança, VULCÃO [criação e pesquisa cênica], Cristian Espinoza, DUO b (Marcelo Bressanin e Pedro Ricco),Flavia Laudado, Carolina Sudati, Coletivo OMNIBUS, Vera Sala e Projeto Edwarda.

15hs às 21h  – Carolina Sudati apresenta –

[sucesso] estudo para o fracasso A SUPERMARIONETE – Performance – Local: Passarela
[sucesso] estudo para o fracasso EXPERIMENTO FOGO 2 – Performance – Local: Túnel (chaminé central)

15hs às 23h – Jorge Garcia Cia de Dança – :: PLANO SEQUÊNCIA/TAKE 2 – Vídeo projeção – Salão Principal
18hs às 19h – Projeto Edwarda apresenta “Ela” – Intervenção – Alcova 1 (túnel)
19hs às 20hs – Projeto Edwarda apresenta “Incubus Sucubus” – Projeção//performance – Sala das bases
15hs às 23h – Projeto Edwarda apresenta “Alcova” – Vídeos residência – Alcova 2 (túnel)
17hs – Projeto Edwarda apresenta “Experimento para 4 patas” – Intervenção – Ação volante
17hs – Projeto Edwarda apresenta “Membrana” – Intervenção – Ação volante
15hs às 23h – Cristian Espinoza, DUO b (Marcelo Bressanin e Pedro Ricco), Flavia Laudado apresentam “O Jardim de Sinais Errantes” – instalação sonora – Gramado externo
15hs às 23h – “Parada Casa das Caldeiras pelo ONMIBUS” – Instalação – Salão Principal

EXPOSITORES: Preto Café, Reveracidade, Trocaí, Stay Ugry, João Cassaro Jr, Revista Ocas, Coisa de Pele, La Salle De Bains, Caixad’agua 33, Pi Bags, Música Compartilhada,  Beesshona, Saia-se e Caê.

DIA 19 DE MARÇO DE 2018 – segunda-feira – A partir de 14h30

14h30 – PAINEL 1* – “Processos e causos dos residentes artísticos” com a participação de Vera Sala, Marcelo Bressanin, Pedro Noce, Carolina Sudati. Mediação: Inti Queiroz
​15h45 – PAINEL 2* – Creative Works – Conversa sobre a indústria cultural e as similaridades e especificidades entre SP x Londres. Com a participação de Davi Nakano (Professor e Pesquisador), Rodrigo Masuda (Multitude), Julia Taunay (Pesquisadora). Mediação: Karina Poli
​17h00 – PAINEL 3*- Festivais: territórios e diversidade – Conversa com representantes de importantes festivais brasileiros: Festival Sonora, Feira Cultural Preta, Festival Pilantragi e Festival Caosarte
20h30 – NU – NAKED UNIVERSE – duo formado por Ligiana Costa e Edson Secco.
21h30 – DJ Rodrigo Bento (Pilantragi)

Mostra dos artistas residentes da Casa das Caldeiras:

15hs às 21h00 – Jorge Garcia Cia de Dança – Video projeção – Salão Principal ou Térreo
15hs às 23h – “Parada Casa das Caldeiras pelo ONMIBUS” – Instalação – Salão Principal
15hs às 23h – Cristian Espinoza, DUO b (Marcelo Bressanin e Pedro Ricco),Flavia Laudado apresentam “O Jardim de Sinais Errantes” -Instalação sonora – gramado externo
18hs às 19h – Projeto Edwarda apresenta “Ela” – Intevenção – Alcova 1 (túnel)
19hs às 20hs – Projeto Edwarda apresenta “Incubus Sucubus” – Projeção//performance – Sala das bases
15hs às 23h – Projeto Edwarda apresenta “Alcova” – Vídeos residência – Alcova 2 (túnel)
17hs – Projeto Edwarda apresenta “Experimento para 4 patas” – Intervenção – Ação Volante
17hs – Projeto Edwarda apresenta “Membrana” – Intervenção – Ação Volante
16h15 às 16h30 – [sucesso] estudo para o fracasso// UM FÊNIX DE PEDRA E METAL – Performance – Sala Lateral no Salão principal
18h30 às 19h15 – Vera Sala – performance – Salão Principal / Túnel
19h30 às 21h00 – Vulcão – Teatro (apresentação e bate-papo) – Salão dos Tanques
20h30 às 23hs – Carolina Sudati apresenta [sucesso] estudo para o fracasso// #PLAT: o Jantar – performance jantar – cozinha

SERVIÇO
O que:  Festival Caosarte e Tempo Forte II
Quando: 18 de março
Onde: Casa das Caldeiras – Av. Francisco Matarazzo, 2000 – Água Branca, SP
Quanto: gratuito

Weedra apresenta musicalidade pulsante e urgente em EP de estreia

Weedra é um monstrinho de três cabeças, como as próprias integrantes da banda gostam de definir. Composto por Carol Fernandes, Patricia Saltara (Vinhão) e Marianne Crestani – duas guitarras barulhentas e uma bateria dançante – o grupo surgiu da mistura entre as bandas Wee e Hidra. Essa última lançou, no início dos anos 00’s, o álbum “Great Personality” pelo extinto selo feminista Dykon Records, idealizado por Elisa Gargiulo (Dominatrix), Kerby Ferri e Manu Volaco. Mais de dez anos depois e após experimentos com diferentes projetos, o trio apresenta seu EP de estreia, homônimo, e mostra o amadurecimento musical de suas integrantes. Celebrando o momento, Weedra mostra videoclipe para a faixa “Urso” e promove show de lançamento em São Paulo, no bar Presidenta, no dia 18/03.

Influenciada pela cena riot grrrl dos anos 90/00’s, em especial pelo trio norte americano Sleater-Kinney, Weedra vai direto ao ponto e não tem tempo a perder. As sensações passadas pelas faixas “Tempo Demais” – composição de Patricia dedicada ao projeto Girls Rock Camp Brasil – e “Urso” – cuja letra em inglês ganha crescente intensidade junto à sonoridade punk das guitarras e vocal – não requerem rebuscamento ou sofisticação sonora. São impressões cruas e diretas sobre o universo que rodeia suas integrantes, repleto de mulheres fortes e talentosas. A mistura de riffs simples e dedilhados mais trabalhados, barulhentos, e de dissonâncias musicais propositais dá o tom do trabalho: objetivo, pulsante e urgente.

SERVIÇO
O que: show de lançamento do EP Weedra
Quanto: 18 de março, 19h
Onde: Presidenta – Bar e Espaço Cultural – Rua Augusta, 335 – Centro, São Paulo
Quanto: R$ 15,00

Subterrâneo estreia no SESC Consolação

Um dos únicos grupos no mundo a pesquisar Gumboot – uma peculiar dança sul-africana realizada com botas de borracha de mineradores – o Gumboot Dance Brasil estreia no dia 23 de março de 2018 no palco do Teatro Anchieta – SESC Consolação, o seu mais novo espetáculo Subterrâneo.

Destaque na cena da dança brasileira por ser o único grupo no país a trabalhar a dança através de uma pesquisa com botas de borracha, o Gumboot Dance Brasil apresenta “Subterrâneo” dia 23 de março no palco do Teatro Anchieta – SESC Consolação. O espetácuo que faz referências à ancestralidade, à história e às memórias de um povo que, embaixo da terra, lutou por sua sobrevivência e por riquezas que jamais seriam dele. E faz um contraponto com o Brasil de hoje, onde, assim como nas minas da África do Século XIX, a população pobre trabalha em condições degradantes lutando pela sobrevivência saciando os donos das riquezas, sem nunca enriquecer.

O Gumboot surgiu na África do Sul no século XIX, quando foram descobertas minas de ouro e de diamante por lá. Sul-africanos de etnias diferentes foram forçados pelos colonizadores Holandeses e Britânicos a trabalhar nessas minas, em condições degradantes, sem ao menos conseguir se comunicar por não falarem a mesma língua (a África do Sul tem cerca de onze línguas oficiais).

SERVIÇO
O que: Subterrâneo
Quando: de 23 de março (estreia) a 01 de abril de 2018
Onde: Sesc Consolação – R. Dr. Vila Nova, 245 – Vila Buarque, São Paulo – SP
Quanto: de R$ 12,00 a R$ 40,00

 

Publicidade Anuncie


Camila Garófalo
Camila Garófalo é cantora, compositora e publicitária. Produz sua própria carreira e escreve sempre que sente vontade. Tem um único vício: comunicar-se.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Museu Van Gogh disponibiliza mais de 1000 obras em alta resolução para download