Arte

Afropunk: a força de um movimento que impactou a moda e o comportamento em escala global

por: Redação Hypeness

Rebeldia, lutas sociais e arte. O movimento punk surgiu com ideais igualitários e de combate ao sistema, sendo importantíssimo para a quebra de paradigmas nos anos 1980. Ainda assim, as festas e shows eram predominantemente frequentadas por pessoas brancas e a representatividade negra não encontrava seu espaço. Em meados dos anos 1990, cansado de ser excluído da cena, James Spooner e amantes do estilo, começaram um movimento que se traduz até hoje em música, muito estilo e, principalmente, evolução: o afropunk.

Dentro deste cenário vanguardista que se formava, surge o Riot Grrrl, movimento que encontrou no punk rock uma forma de discutir questões feministas, e bandas icônicas como a Bad Brains, formada completamente por negros. O cenário afro foi ganhando força e representatividade na cena até que, em 2003, o documentário AfroPunk foi lançado, mostrando ao mundo a identidade negra do punk. Caminhando lado a lado com a moda e o movimento das ruas, a cultura sneaker ganha na mesma época um aliado neste onda de evolução e mistura. Em 1987, o Air Max da Nike chega ao mercado, juntando tendências fashion e uma evolução transgressora, assim como o afropunk.

Em todos esses anos, diversos modelos foram testados, deixando a tecnologia inovadora ganhar espaço. Comemorando 31 anos desta trajetória, a marca chega ao novo tênis Air Max 270. Numa mistura estética e futurista, o modelo vêm da evolução de dois outros já consagrados: o Air Max 93 e o 180. Juntos, trazem esta nova estética, com a maior bolha aparente de toda a linha.

Novo Air Max 270

É também nos eventos da criatividade fashion que vemos toda a mudança nos paradigmas. A cultura sneaker, a identidade dos movimentos artísticos e a moda correm juntas, cada vez mais fundidas. No próprio afropunk, a moda ocupa lugar importante, já que a estética negra é colocada em sintonia total com a rebeldia do estilo. O Festival Afropunk é um grande exemplo disso. Tendo a música como carro chefe, o evento nasceu em 2005 para firmar a presença negra no punk rock com uma explosão de sonoridade e moda. Tecidos com referências africanas, turbantes, tranças, dreadlocks, cabelos crespos coloridos aparecem aliados a motivos punk rock, piercings e botas.

Festival AFROPUNK, Brooklyn, 2017

Festival AFROPUNK, Brooklyn, 2017

Festival AFROPUNK, Brooklyn, 2017

Festival AFROPUNK, Brooklyn, 2017

Festival AFROPUNK, Brooklyn, 2017

Festival AFROPUNK, Brooklyn, 2017

Aqui no Brasil, a tendência estética afropunk, assim como a cultura sneaker e street aparece cada vez com mais força. A africanidade chega com tudo, se misturando e dando visibilidade a esse movimento fashion e pioneiro. Essa união apareceu também no evento Pionairs, que apresentou o lançamento do Air Max 270 com uma proposta artística bastante ousada.

A Nike convocou os criativos coletivos negros Brechó Replay e o já renomado Mooc, junto com as músicas e luzes de led, o Lumen Craft para lançar o novo modelo da linha. Este crew se conheceu com o projeto em mãos e criou um vídeo que funde suas ideias. Surgem então manequins tecnológicos que unem moda, imagem e som, tendo o Air Max como fio condutor.

Objetos e sucata que se transformam com o coletivo de artistas

PIO(AIR)S TRIADE une moda, vídeo e luz

PIO(AIR)S TRIADE une moda, vídeo e luz

Além deste, outro crew montado pela marca foi incumbido de mostrar o conceito através da arte, o Riaekin270. Formado pela futuróloga e pesquisadora de tendências Lydia Caldana, os artistas plásticos Vick Garaventa e Hugo Frasa, o fotógrafo do coletivo Vision Lights, Richard Hodara, e o DJ e produtor Jose Hesse, que comanda o selo de música eletrônica Domina, o grupo desenvolveu um curta-metragem que mostra o nascimento de uma criatura futurista híbrida, como o Air Max 270.

Novo modelo Air Max se integra à criatura

Novo modelo Air Max se integra à criatura

A criatura RIAEKIN270 ganha vida no projeto de lançamento do Air Max 270
Misturando moda, arte e tecnologia, os trabalhos finais dos dois grupos ganharam espaço durante um evento do SneakersBR, totalmente focado na cultura street e nos amantes dos tênis. O encontro aconteceu na Red Bull Station, dia 31 de março. Um grande momento que mostra a transformação do Air Max, a cultura transgressora e, claro, a evolução da moda.

RIAEKIN270 já nasce com o sneaker acoplado ao corpo

RIAEKIN270 já nasce com o sneaker acoplado ao corpo

O Air Max, o tênis queridinho da Nike – e de muitos de nós -, completa 31 anos em 2018.

Para fazer valer as três décadas de inovação, a Nike decidiu convidar os Pionairs da arte brasileira para criar. São dois coletivos, muitas mudanças, tecnologia, arte, música e design.

Como inspiração para as criações, o Air Max 270, que nasceu da junção de dos modelos Air Max 90 e 180. O resultado disso tudo você confere aqui no Hypeness, outro Pioneiro com os pés fincados no futuro.

Publicidade

Fotos RIAEKIN270: @rudinetto/Vision Lights
Fotos PIO(AIR)S TRIADE: @catmonk_ e @johnyevanss
Fotos Festival Afropunk: @ryanpurcellphoto e Antonio Griffith


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Elena Ferrante lança novo livro após cinco anos sem publicar