Arte

Artista japonesa quer cobrir sua exposição completamente com flores vermelhas

por: Vitor Paiva

A natureza e seus ciclos pode ser vista como a maior obra de arte do planeta – e plantar uma flor é uma parceria artística e tanto entre o ser humano e a própria natureza. Assim, como que simulando e acelerando esse processo – e colocando-o para acontecer dentro de uma galeria – a artista japonesa Yayoi Kusama decidiu cobrir de flores vermelhas a Galeria Nacional da Trienal de Victoria, na Austrália.

Seu desejo com a exposição “Flower Obsession” (algo como “Obsessão floral”, em tradução livre) era recriar a sensação de uma lembrança de infância. “Um dia, depois de olhar para um padrão de flores vermelhas na toalha da mesa, olhei para cima para ver que o teto, as janelas e as colunas pareciam ser rebocadas com o mesmo padrão floral vermelho”, disse Kusama. “Eu vi a sala inteira, todo o meu corpo e todo o universo coberto de flores vermelhas, e nesse instante minha alma foi destruída… e isso não era uma ilusão, mas a própria realidade.”

Se cobrir o universo todo de flores é uma tarefa um pouco mais difícil, para cobrir a galeria ela decidiu distribuir margaridas gérbera artificiais e adesivos de flores para que os visitantes pudessem espalhá-las por toda a superfície do local, até que a galeria esteja toda coberta, ao fim dos quatro meses da temporada da exposição.

O trabalho dialoga com outra de suas obsessões anteriores – os pontos, que também já cobriram todas as superfícies de galerias pelo mundo. A arte foi a maneira com que Kusama encontrou para comunicar e melhor lidar com suas condições mentais, transformando o que para muitos seria visto como mero transtorno em arte, experiência, e saúde.

Yayoi Kusama

E o resultado de suas obsessões florais é incrível – como se a natureza tivesse novamente tomado conta, e atropelado tudo com sua verdadeira e absoluta beleza.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
6 filmes que retratam com beleza o amor lésbico