Inspiração

Este cão protegeu uma criança perdida na floresta durante 15 horas e tornou-se herói

por: Redação Hypeness

Ninguém duvida de que os cachorros são animais extremamente leais. Mas são poucos os cães que têm a oportunidade de provar isso da mesma forma que Max, um animal da raça boiadeiro australiano. 

Com 17 anos, meio cego e surdo, Max foi capaz de cuidar durante 15 horas da menina Aurora, de apenas 3 anos. A garotinha havia se perdido na floresta e desapareceu ao lado do cachorro da família.

Foto: Kelly Benston

A polícia e um grupo de voluntários se empenharam em buscá-la por toda a noite, sem sucesso. No dia seguinte, sua avó Leisa Bennett, que fazia parte do grupo de buscas, escutou a voz de Aurora ao longe. Ao seguir o som, ela encontrou Max, que a guiou até o local onde a criança estava.

Foto: ABC

Segundo a polícia, acredita-se que o cachorro tenha passado a noite inteira ao lado da menina, a aquecendo e cuidando para que tudo ficasse bem. Graças ao herói de quatro patas, a história teve um final feliz: Aurora passa bem, embora tenha sido encontrada com alguns arranhões e “cheirando a cachorro”, segundo contou a avó ao ABC Brisbane.

Bom garoto, Max! Ele ficou ao lado de sua humana de três anos que havia se perdido próximo à Warwick ontem à noite, enquanto buscávamos freneticamente por ela. Por mantê-la segura, você é agora um cachorro policial honorário“. Foto: Reprodução Twitter

A polícia de Queensland, na Austrália, onde o fato aconteceu, parabenizou Max publicamente através do Twitter e ofereceu a ele o título de cão policial honorário! Ele merece, não é mesmo?

Foto: Kelly Benston

Publicidade

Crédito das fotos sob as imagens


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Aos19 anos, brasileiro se torna mais jovem do mundo a iniciar mestrado em Harvard