Arte

‘Pantera Negra’ passa ‘Titanic’ e agora é a terceira maior bilheteria da história

por: Kauê Vieira

Estão dizendo por aí que o Pantera Negra afundou o Titanic. Trocadilhos de lado, fato é que o filme acaba de se tornar o dono da terceira maior bilheteria da história. Lançado pela Marvel, a produção acumula agora US$ 661 milhões, mais de 2 bilhões de reais desde sua estreia em 15 de fevereiro.

‘Pantera Negra’ está quebrando a banca

Dirigido por Ryan Coogler e estrelado por nomes como Lupita Nyong’o e Michael B. Jordan, Pantera Negra derrubou um recorde que pertencia ao blockbuster Titanic desde 1997. Agora, resta se saber o longa do reino de Wakanda vai conseguir alcançar seus próximos alvos, Avatar, com US$ 760.5 milhões e Star Wars: O Despertar da Força, com lucro superior a US$963.7 milhões.

Representatividade Importa Sim!

Desde que chegou aos cinemas, Pantera Negra quebrou barreiras que vão muito além do saldo positivo nas finanças. Com 95% do elenco formado por atores e atrizes negras e com uma visão de África distante dos estereótipos, o filme levou um número astronômico de pessoas aos cinemas. Teve de tudo, caravanas, grupos fantasiados e até iniciativas sociais como a do Ilê Aiyê, que juntou um grupo de crianças de uma Escola Mãe Hilda e Band’Erê de Salvador para assistir ao sucesso.

“Há cenas no filme que mostram situações e sensações pelas quais passamos e numa sessão formada apenas pela gente, conseguimos sentir e exprimir o que sentíamos naturalmente, porque sabíamos que pessoa ao lado sentiria a mesma coisa”, explicou ao site da Revista Trip a advogada Mayara Silva de Souza, organizadora de uma das excursões.

O Ilê Aiyê levou suas crianças para assistir ao filme. Wakanda sempre!

Publicidade

Fotos: Divulgação


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Open Air volta a SP com sucessos do cinema e terror na madrugada