Viagem

Para apreciar vista deste chalé estiloso, você precisa escalar uma montanha na Eslovênia

por: Redação Hypeness

Se o paraíso na Terra para você é um chalé isolado, sem barulhos ou mesmo outras pessoas ao redor, diante de uma vista espetacular, a Kanin Winter Cabin é definitivamente o seu lugar – a única questão é mesmo se você é capaz de chegar até lá. O local é, afinal, de tal forma isolado que só é mesmo possível alcança-lo de helicóptero ou escalando uma montanha – trata-se de uma espécie de chalé localizado no topo do monte Kanin, nos Alpes Julianos, que se estendem da Itália até a Eslovênia.

Debruçado à beira da montanha e feito em madeira e alumínio, o chalé se oferece como uma recompensa para os alpinistas que conquistam o monte, com um abrigo capaz de receber até 9 pessoas para se aquecerem e apreciarem uma vista espetacular em 360º do monte Triglav, do Vale do Soca e do Mar Adriático. Capaz de suportar as condições meteorológicas mais extremas – de nevascas inclementes até terremotos – o chalé foi fabricado em terra, e precisou ser içado e colocado no topo da montanha com a ajuda das forças armadas eslovenas.

Apesar de compacto, o chalé oferece três áreas diferentes – uma entrada, uma sala e um quarto ao fundo, com três superfícies elevadas para se dormir. Tudo é devidamente adornado por imensas janelas, que permitem que a luz natural ilumine o local. Feita inteiramente através de doações e trabalho voluntário, o chalé foi desenvolvido pelo escritório de arquitetura Ofis, e a estadia por lá é gratuita – mas é preciso enfrentar a montanha. Trata-se, portanto, de uma justa recompensa.

Publicidade

© fotos: divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Viajar sem os filhos é sonho de consumo dos pais após pandemia, diz pesquisa