Fotografia

Parecidos, mas diferentes: retratos captam as particularidades dos gêmeos ‘idênticos’

Redação Hypeness - 02/04/2018 | Atualizada em - 03/04/2018

Será que os gêmeos idênticos são realmente… idênticos?

O fotógrafo americano Peter Zelewski questiona isso em uma impactante série fotográfica que coloca gêmeos univitelinos lado a lado para mostrar suas diferenças.

Um exemplo são os irmãos de 15 anos Duke e Joe. Embora sejam gêmeos idênticos, eles não poderiam ser mais diferentes em sua aparência física e personalidade”, comenta Peter sobre uma das fotos mais instigantes do projeto.

A série ganhou o nome de Alike but not alike (“Parecidos mas não iguais“, em tradução livre). Os retratos foram capturados com os irmãos vestidos de forma semelhante nas ruas de Londres, onde o fotógrafo vive desde os anos 80.

À Huck Magazine, Peter contou que o projeto começou por acaso ao encontrar duas gêmeas com enormes cabelos ruivos que chamaram sua atenção (foto abaixo). O ensaio com as jovens correu muito bem e o fotógrafo se impressionou com a maneira como elas se conduziam durante a sessão de fotos. Daí para frente, soube que queria retratar mais gêmeos.

Até o momento, mais de quarenta duplas de irmãos de diferentes gêneros e idades já foram clicadas para o projeto. As fotografias estão em exposição no London’s Hoxton Hotel Gallery, em Londres, até o dia 22 de maio.

Confira alguns destes incríveis retratos abaixo!

Publicidade

Fotos © Peter Zelewski


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Lacútia: uma das regiões mais frias da Rússia é feita de diversidade étnica, neve e solidão