Debate

Políticos não têm direito a carro oficial e devem usar transporte público na capital inglesa

por: Kauê Vieira

No Brasil, um deputado custa em média 1 bilhão de reais por ano. Entre salário e auxílios de moradia, gasolina e carro oficial, o parlamentar acumula R$ 179 mil mensais em benefícios. Tem mais, juntos, os membros do congresso respondem por R$ 91,8 milhões do contribuinte por mês.

Em Londres, capital da Inglaterra, a história é um pouco diferente. Na capital britânica do prefeito aos vereadores, ninguém tem direito a ter carros oficiais ou motoristas particulares pagos com dinheiro público.

Na terra da rainha, ao assumirem os cargos eletivos, os parlamentares recebem um vale-transporte válido para ônibus, trem e metrô, medida que faz parte do incentivo ao transporte público da London Assembly, ou Assembleia Legislativa de Londres. Até o ex-prefeito Boris Johnson entrou na moda.

Até para usar táxi o político precisa comprovar urgência

A fiscalização é rigorosa e não perdoa nem o uso de táxi. Se por acaso um político recorrer ao transporte privado vai precisar comprovar a falta de opções para ser reembolsado pelos gastos.

Além de aliviar os prejuízos aos cofres públicos, as medidas fazem toda a diferença no complicado trânsito da capital londrina. Para se ter uma ideia do dinheiro usado para transporte em metrópoles, na cidade de São Paulo, a prefeitura desembolsa todo o mês quase R$ 4 milhões em despesas com carros oficiais. A frota paulistana é de 842 automóveis.

 

Publicidade

Foto: Unsplash


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Padres negros e o racismo que sustenta a branquitude da Igreja Católica