Inovação

São Paulo ganha 20 mil bikes para você usar e deixar onde quiser

por: Tuka Pereira

São Paulo passará a ter um serviço de compartilhamento de bicicletas com sistema de redistribuição livre (dockless) pelo qual as bikes são liberadas por meio de um aplicativo de celular. Inovador, o modelo dispensa as estações obrigatórias de parada.

Credenciada pela prefeitura de São Paulo, a Yellow, empresa brasileira do setor de mobilidade, é pioneira no Brasil a atuar com o inovador sistema de redistribuição livre vai introduzir, inicialmente, 20 mil bicicletas na cidade, entre julho e dezembro deste ano. O planejamento da empresa prevê a ampliação da frota, subsequentemente, para 100 mil bicicletas, com o objetivo de atender toda a cidade, incluindo a periferia.

“O sistema de redistribuição livre permite que as bicicletas estejam em todos os locais, facilitando tanto a retirada quanto a finalização da viagem. Todo o processo, incluindo o mapeamento das bikes, seu destravamento e pagamento do serviço, é realizado pelo aplicativo de celular. “Esse sistema representa mais liberdade, otimização e economia para o usuário, tanto de tempo quanto de recursos financeiros”, afirma Eduardo Musa, CEO da Yellow.

A Yellow começa a operar na cidade em julho deste ano. A inserção das 20 mil bicicletas será realizada de forma gradativa ao longo de 2018.
Para garantir a melhor experiência por parte do usuário, preservar o ambiente urbano e respeitar o restante da sociedade, a Yellow contará com diversas iniciativas de manutenção, organização e incentivo ao consumo responsável. Um exemplo disso é a “patrulha periódica” que será efetuada pela Yellow todos os dias da semana.

A empresa contará com equipes realizando uma espécie de varredura pela cidade, mapeando suas bicicletas para organizá-las, redistribuí-las estrategicamente e retirá-las para manutenção quando necessário, contribuindo, assim, para a melhor distribuição e posicionamento das bicicletas pela cidade.

“A Yellow é uma empresa inovadora, com responsabilidade para com o usuário e a cidade. Por isso, chegamos ao mercado respeitando todas as legislações aplicáveis ao nosso negócio, além de investirmos em um modelo criado especialmente para o consumidor brasileiro, trabalhando com aplicativo e bicicletas desenvolvidas e fabricadas no nosso país, respeitando as normas do Inmetro e Anatel. Tudo pensado para movimentar positivamente a nossa economia, gerar empregos e oferecer uma solução efetiva de integração ao transporte, com o potencial de revolucionar a mobilidade urbana que conhecemos”, finaliza Musa.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Akon diz que ‘Wakanda da vida real’ já está sendo construída no Senegal: ‘Começamos as obras’