Debate

The Rock fala sobre sua batalha contra a depressão: ‘Vivia chorando’

por: Redação Hypeness

Dwayne Johnson, conhecido popularmente como The Rock, é um dos astros mais populares de Hollywood. Estrela de filmes como Jumanji, Velozes e Furiosos e Hércules, o ator revelou nas redes sociais e para a imprensa que durante algum tempo lutou contra a depressão.

Os sintomas da doença começaram a se manifestar após a tentativa frustrada de suicídio de sua mãe. Quando tinha por volta de 15 anos, The Rock viu sua mãe, Ata, tentar se matar atravessando a pé a rodovia interestadual 65, em Nashville depois de sua família ter sido despejada.

The Rock resolveu revelar caso de depressão para conscientizar homens

Antes que Ata fosse atropelada, Dwayne conseguiu tirá-la da estrada, porém os efeitos do caso deixaram feridas profundas, provocando anos de depressão no ator. Aliás, a depressão teve combustível de outras duas frustrações, o fim do namoro e do sonho de se tornar jogador profissional de futebol americano, este interrompido em função de uma lesão.

“Cheguei a um ponto em que não queria fazer nada nem ir a lugar nenhum. Eu chorava constantemente”.

Segundo ator mais bem pago dos Estados Unidos, de acordo com estimativa da revista Forbes, The Rock recebeu por volta de 65 milhões de dólares, 215 milhões de reais, em 2017. Com tanto dinheiro e alcance, crescem suas responsabilidades sociais.

Por isso, o astro resolveu revelar esta situação pessoal como forma de conscientização, especialmente dos homens. Em uma sociedade machista, a masculinidade se associa com a virilidade e qualquer tipo de vulnerabilidade é considerada prejudicial.

“Demorei para perceber, mas o segredo é não ter medo de se abrir. Especialmente nós, homens, temos a tendência de nos fechar. Vocês não estão sozinhos”, desabafou em sua conta do Twitter.

Recentemente, Kevin Love, jogador de basquete do Cleveland Cavaliers também usou as redes sociais para falar de outro assunto sério, a síndrome do pânico. Em um longo texto, o atleta da NBA afirma ter sentido a presença do problema durante uma partida. Love ressaltou ainda a urgência do tema ser tratado abertamente entre homens.

“Experiência própria, crescendo como homem estou condicionado a agir de uma determinada forma. Você aprende o que é necessário para ‘ser um homem’. É uma espécie de cartilha que diz: seja forte, não fale sobre seus sentimentos. Supere as dificuldades sozinho. Então, por 29 anos eu segui estas recomendações. E olha só, eu não estou falando nada de novo aqui”, disse ao criticar a chamada cultura do homão da p*rra.

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Doria quer demolir complexo esportivo do Ibirapuera para construir shopping