Debate

Todas as crianças com deficiência de fala sofreram assédio nesta escola indiana

por: Kauê Vieira

Publicidade Anuncie

A escola Karjat, de Mumbai, na Índia, se tornou palco de uma investigação policial das mais complicadas. Isso pois de acordo com o jornal Mumbai Mirror, o zelador da instituição de ensino está sendo acusado de ter abusado de todas as estudantes com deficiência de fala.

O assunto começou a chamar a atenção da polícia a partir da reclamação de duas pessoas. Porém, com a investigação aberta, os policiais descobriram que se tratava de um caso de abuso sexual em massa, pois todas as crianças com deficiência de fala tinha sido vitimadas.

“Nós estamos colhendo o depoimento de sete garotas na faixa dos 6 e 13 anos”, confirmou Sunita Tanawade, Chefe do Departamento de Polícia de Karjat. Aliás, as investigações contam com o auxílio de um intérprete de libras do Instituto Nacional Ali Yavar Jung

“As crianças podem se comunicar perfeitamente por meio da linguagem de sinais. A gravação de um depoimento está levando em média três horas, já que o intérprete precisa nos passar o conteúdo dito por elas. Quase todas as alunas da escola foram molestadas”, disse Tanawade.  

Apesar dos crimes ocorridos pelo zelador, que além de molestar sexualmente as alunas, também fez vídeos delas tomando banho, representantes da escola se negaram em investigar a situação que se repetia por meses.

O zelador de uma escola na Índia é acusado de abusar de crianças com deficiência de fala

Em tempo, a Índia é um dos países com os maiores registros de estupro no mundo, com um caso a cada 21 minutos. Apesar dos dados preocupantes, recentemente um grupo de mulheres feministas conseguiu uma vitória expressiva, a criminalização do sexo com menores.

“Este julgamento é um marco que corrige um erro histórico contra as meninas. Como o casamento pode ser usado como critério que pune garotas?”, questiona ao site da BBC Vikram Srivastava, fundadora do grupo de campanha Independent Thought (Pensamento Independente).

Publicidade Anuncie

Foto: Unsplash


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
EUA: sem licença-maternidade, mães substituem chá de bebê por doação de férias