Arte

A beleza do trabalho de Elizabeth Diller, a arquiteta mais influente do mundo para a ‘Time’

por: Vitor Paiva

Uma visionária, capaz de transformar ideias em projetos reais, que vê oportunidades onde outros veem desafios, transformando metáforas em tijolos e cimento, com realizações icônicas e ao mesmo tempo sutis e elegantes – assim foi apresentada a arquiteta Elizabeth Diller, ao ser incluída pela segunda vez na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo da revista americana TIME.

A lista de 2018 traz outros grandes nomes em suas áreas, como Justin Trudeau, Jimmy Kimmel, Roger Federer, Oprah Winfrey e Shinzo Abe.

A arquiteta Elizabeth Diller

Mais do que constar na lista conhecida como “TIME 100” pela segunda vez, em 2018 Diller foi incluída na categoria “Titãs”, ao lado de nomes como Elon Musk, Kevin Durant, além dos já citados Federer e Oprah, entre outros.

A arquiteta americana é a única de sua área citada na lista, e a inclusão como “Titã” a coloca numa posição especial e singular em termos de reconhecimento dentro do mundo da arquitetura.

O prédio do Broad Art Museum, em Los Angeles

Diller fundou, ao lado de seu marido, o escritório Diller Scofidio + Renfro, responsável por diversos trabalhos grandiosos e impactantes. Contam com sua assinatura prédios como o Broad Art Museum, em Los Angeles, a renovação e expansão da escola de arte Julliard, a expansão do MoMA, em Nova York, o projeto do Museu da Imagem e do Som, no Rio de Janeiro, e ainda (provavelmente seu mais reconhecido trabalho) o High Line, em Nova York – que transformou uma antiga ferrovia abandonada em um belo parque elevado.

 

High Line

A lista de realizações de Diller e seu escritório é imensa, e a coloca como alguém que entende a arquitetura para muito além de uma embalagem, uma construção simplesmente bonita e funcional – trata-se de algo capaz de interferir diretamente na vida das pessoas e de uma cidade, capaz de movê-las e comovê-las.

E Diller o faz como uma artista, uma provocadora, uma pensadora – e foi assim que ela chegou no topo de sua profissão.

Acima, o Alice Tully Hall, no Lincoln Center, em Nova York; abaixo, o interior do prédio

A escola de arte The Shed, em Londres

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Não quero morrer!”: O suspiro final de 49 personalidades mundiais