Debate

Europa quer proibir talheres, copos e demais produtos de plástico de uso único

por: Tuka Pereira

A Europa está propondo a proibição de itens de plástico de uso único, como talheres e cotonetes em uma tentativa de limpar os oceanos. A Comissão Europeia quer proibir 10 itens que compõem 70% de todo lixo nas águas da UE e nas praias. A lista também inclui pratos de plástico e misturadores de bebidas.

O projeto de regras foi divulgado, mas precisa da aprovação de todos os estados membros da UE e do Parlamento Europeu. Pode levar três ou quatro anos para que as regras entrem em vigor.

A legislação não é apenas sobre a proibição, mas também quer que os produtores de plástico suportem o custo dos esforços de limpeza e gestão de resíduos e propõe que os estados da UE coletem 90% de garrafas plásticas de uso único até 2025, por meio de novos programas de reciclagem.

A Comissão Europeia estima que essas regras, uma vez plenamente implementadas em 2030, poderiam custar às empresas mais de US $ 3,5 bilhões por ano. No entanto, também podem economizar cerca de US $ 7,6 bilhões por ano, criar 30 mil empregos e evitar 25,6 bilhões de dólares em danos ambientais e custos de limpeza.

A Rethink Plastic Alliance – uma associação de organizações ambientalistas – chamou as propostas de “um salto na luta contra a poluição do plástico”, mas criticou algumas deficiências percebidas.

As propostas não estabelecem metas para os países da UE reduzirem o uso de copos de plástico e recipientes de alimentos.

“Isso pode resultar em países que alegam que estão tomando as medidas necessárias, desde que qualquer redução seja alcançada, independentemente de quão pequena seja”, disse a aliança em um comunicado.

A Plastics Europe, que representa fabricantes, disse que apoia o “objetivo abrangente” da proposta, mas que deve haver mais recursos dedicados ao “gerenciamento de resíduos” para garantir uma melhor coleta de plástico usado.

“As proibições de produtos plásticos não são a solução”, disse o comunicado, e observou que “os produtos alternativos podem não ser mais sustentáveis”.

Em uma base global, apenas 14% do plástico é coletado para reciclagem. A taxa de reutilização é terrível em comparação com outros materiais – 58% de papel e até 90% de ferro e aço são reciclados.

Pesquisas mostram que haverá mais plástico do que peixes por peso nos oceanos do mundo até 2050, o que estimulou políticos, indivíduos e empresas a agir.

Em abril, um grupo de mais de 40 empresas, incluindo Coca-Cola (KO), Nestlé (NSRGF), Unilever (UL) e Procter & Gamble (PG) comprometeu-se a reduzir a quantidade de plástico que usam e jogam fora no Reino Unido.

A Starbucks (SBUX) também anunciou em março que estava lançando um desafio de doação de US $ 10 milhões para solicitar projetos para um copo mais fácil de reciclar.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Projeto garante por lei presença de animais em condomínios; entenda