Fotografia

Fotógrafo retrata pessoas com e sem roupas para combater estereótipos sobre tatuagens

por: Joao Rabay

Publicidade Anuncie

“Tatuagem é coisa de…”. Até alguns anos atrás, não era incomum ouvir essa frase, concluída com adjetivos nada elogiosos. Mas o estigma sobre pessoas que decidem decorar suas peles com as artes das tattoos é cada vez menor. E o trabalho do fotógrafo britânico Alan Powdrill reafirma que julgar alguém por sua aparência, especificamente por suas tatuagens, não faz sentido algum.

Powdrill já trabalha no projeto COVERED (“Coberto”) há mais de três anos (e inclusive já apareceu aqui no Hypeness!), e agora lançou uma campanha de financiamento coletivo para produzir um livro com as fotografias.

O britânico já fotografou e entrevistou dezenas de pessoas cheias de tatuagens em várias cidades da Inglaterra. A maioria posa em frente às próprias casas, primeiro com roupas que cobrem todas as tattoos, e depois apenas com as roupas de baixo – ou mesmo completamente nuas.

Para conhecer os personagens da série, Powdrill visita feiras relacionadas à tatuagem, faz contatos através de redes sociais, recebe indicações de amigos e até aborda pessoas nas ruas.

No livro, Powdrill promete publicar mais das entrevistas, como a de Simon Carruth, de 62 anos: “Eu as amo, elas são lindas e eu sempre vou sentir a mesma coisa”. Ou de Izzy Nash, 48 anos: “Amo ser diferente e todos os dias me perguntam sobre elas ao menos uma vez, sempre com uma reação positiva. Boas tatuagens não são baratas, e tatuagens baratas não são boas”.

Publicidade Anuncie

Fotos © Alan Powdrill


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
15 fotos raras que mostram como era a Disneyland em 1969