Futuro

Hubble mapeia astros e estrelas de galáxias vizinhas à Via Láctea

por: Redação Hypeness

Para desvendar os segredos e conhecer melhor a imensidão espacial ao nosso redor e ao longo de todo o universo, é preciso um trabalho incansável e sobre-humano. É isso que o telescópio Hubble, da NASA, vem fazendo há 28 anos – e o equipamento, que vem vagando pelo espaço e coletando imagens e informações desde 1990, acaba de coletar dados sobre estrelas e aglomerados de 50 galáxias próximas da Via Láctea, como quase vizinhas – a “somente” cerca de 60 milhões de anos-luz do nosso planeta.

O telescópio Hubble

A quantidade de dados é colossal para nossas proporções: foram mapeados cerca de 8 mil aglomerados e 39 milhões de estrelas gigantes azuis – astros com massas cerca de 18 vezes maior que o Sol.

A galáxia UGCA 281

Os dados coletados pelo Hubble foram reunidos em catálogo intitulado LEGUS (Legado do levantamento extragaláctico em ultravioleta, em português). A menção aos raios ultravioleta se dá por ser através dessa emissão de energia – invisível para os humanos mas visível para o telescópio – que o Hubble foi capaz de coletar tais informações: seguindo os rastros de radiação deixam no Universo.

Uma formação de estrelas em DDO 68

No catálogo, dados sobre a formação de tais corpos celestes e aglomerados, assim como sobre o efeito do ambiente sobre seus desenvolvimentos, a fim de melhor entendermos a formação e as estruturas de uma galáxia. São como minúsculas peças de um quebra-cabeça infinito perdidas em meio a um palheiro sem fim – que, com a dedicação igualmente infinita da ciência e a capacidade incansável de um equipamento como o Hubble, nos vamos aos poucos montando.

Publicidade

© fotos: NASA/Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Privacidade Hackeada’ mostra que termos e condições da democracia viraram um jogo