Inovação

Idosa de 82 anos cria aplicativo de sucesso e vira referência no mundo da tecnologia

por: Tuka Pereira

Não seria de impressionar que uma senhora de 82 anos estivesse em casa tricotando ou fazendo alguma tarefa mais condizente com sua idade, mas a japonesa Masako Wakamiya não é como a maioria. Há um ano, ela aprendeu a programar e criou o Hinadan, um app direcionado a terceira idade.

O Hinadan se trata de um jogo baseado no festival anual de bonecas japonesas Hina Matsuri e chegou perto de 5 estrelas na Apple App Store com 53 mil downloads em todo o mundo. O objetivo é fazer com que os jogadores organizem 12 bonecos ornamentais (representando o imperador, família e convidados do país) em uma ordem específica.

Em 2017, o governo do Japão nomeou Masako para um comitê especial sobre envelhecimento e, em abril deste ano, ela foi a oradora principal no evento “Por que as habilidades digitais são críticas para os idosos?”, realizado na sede da ONU em Nova York. Para a desenvolvedora, a resposta se resume à motivação.

Masako aprendeu a programar através de livros de programação e aprendeu a linguagem Swift da Apple com aulas com uma programadora via Facebook Messenger e Skype em seis meses. Depois de concluir o curso e consultar regularmente a professora, ela teve a ideia para criar o Hinadan.

Comemorado em 3 de março, o Hina Matsuri, um feriado conhecido por suas exibições de bonecas, que são cuidadosamente organizadas em uma série de plataformas. Reconhecendo que muitas pessoas desconhecem a colocação correta das hinas, Wakamiya criou o aplicativo, que usa um jogo peculiar para ensinar aos usuários como apresentar corretamente suas bonecas.

Desde a criação do aplicativo exclusivo, Masako frequentemente incentivou seus colegas mais velhos a se familiarizarem com a tecnologia de hoje, citando os serviços de mensagens como uma etapa introdutória de fácil utilização e como uma forma de manter contato com os membros mais jovens da família.

Durante um TEDx Talk inspirador, Masako concluiu seu discurso dirigindo-se aos membros mais antigos da audiência. “Por que não aproveitamos a vida digital?”, Perguntou ela retoricamente. “Há muitas aulas de informática por aí, então agora é a hora de fazer isso! Sua vida na velhice será enriquecida e muito energética”.

Publicidade


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Açougue verde: Salsichas com canabidiol fazem sucesso na França