Sustentabilidade

Níveis de CFCs destruidores do ozônio estão subindo misteriosamente

por: Redação Hypeness

Um dos compostos químicos mais perigosos para a diminuição da camada de ozônio, o clorofluorcarboneto, ou CFC, depois de décadas sendo utilizado como aerossol e gás para refrigerações, desde a década de 1980 vinha sendo combatido, e teve seu uso reduzido ou proibido em diversos países – e, com isso, reduziu-se também o efeito sobre a camada de ozônio. Recentemente, porém, um grupo de cientistas se viu diante de um mistério: nos últimos anos, a presença do CFC na atmosfera voltou a subir.

Segundo os cientistas ligados à Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, do governo americano – responsáveis pela descoberta do aumento – trata-se da coisa mais surpreendente que já viram em 27 anos de estudos, de tal forma que agora precisam agir como “detetives de atmosfera” para descobrirem as causas. As primeiras investigações sugerem que o aumento venha da Ásia oriental.

Sprays e refrigeradores costumam ser os principais emissores de CFC

O perigo é o óbvio: que o aumento da emissão de CFC retarde ou mesmo piore severamente a proteção à camada de ozônio. É possível que a administração peça o fim de qualquer produção do composto mesmo antes de descobrir a origem do perigo – mas os cientistas garantem que tal origem será confirmada em breve, e esperam que a denuncia sirva para conter a emissão – e, junto com ela, uma parte da ignorância humana em continuar a destruir o planeta.

Publicidade

© fotos: divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Parque suspenso em SP permite andar por copa das árvores em meio à mata atlântica