Debate

Sandra Bullock questiona termo ‘filho adotivo’ e sensibiliza personalidades no Brasil

por: Redação Hypeness


O avançar dos anos exige uma mudança de postura em diferentes aspectos. Eu uma sociedade marcada pela opressão e resistência e abraçar a diversidade, é fundamental para o desenvolvimento que práticas outrora tidas como normais sejam colocadas no divã.

A atriz Sandra Bullock, mãe de duas crianças de 8 e 6 anos, questionou recentemente o uso da expressão “filho adotivo”. Para a estrela de filmes como Velocidade Máxima e Miss Simpatia, a frase pode ser ofensiva.

“Vamos nos referir a essas crianças apenas como ‘nossos filhos’. Não diga ‘meu filho adotivo’. Ninguém chama uma criança de ‘filho de fertilização’ ou meu ‘oh, droga, fui ao bar e fiquei grávida por acidente’. Vamos apenas dizer ‘nossos filhos'”.

O filho mais velho de Sandra, Louis, entrou para a família em 2012, já a caçula Laila, em 2015, ambos fruto do relacionamento de Bullock com Bryan Randall.

A fala da vencedora do Oscar foi celebrada por personalidades brasileiras que passam por situações semelhantes, como Glória Maria e Regina Casé. Em sua conta no Instagram, a jornalista mãe de duas meninas disse “Adorei e concordo com ela”. Aliás, a ex-apresentadora do Fantástico abordou o assunto recentemente no jornal O Globo.

Sandra Bullock pede por uma revisão de conceitos

“Eu tenho horror (de rótulos). Porque elas não são mais minhas filhas adotivas. Na certidão de nascimento, assim como tem escrito na dos filhos biológicos, não se lê ‘filha adotiva'”, opinou.

Regina Casé se manifestou reclamando da diferença de tratamento dado aos dois filhos, Benedita e Roque, “Se os filhos chegam de tantas maneiras, tantos lugares, porque só mencionam ‘filhos adotivos’!?!? Pior é quando se-pa-ram meus filhos! Benedita filha ‘biológica’, Roque filho ‘adotivo’. Os dois são meus filhos e pronto!”

 

Eu e elas! A Maria faz e decide as fotos que posso postar! ❤️💋

A post shared by Gloria Maria (@gloriamariareal) on





Publicidade

Foto: Wikimedia Commons


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Maisa reflete sobre empoderamento e autoestima: “Não dá pra romantizar aceitação”