Debate

“Todo pensamento tem que ser visto”, Giovanna Antonelli fala sobre falta de negros em novela

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Diante de uma série de questionamentos sobre a falta de preocupação com a equidade racial a novela Segundo Sol estreou na última segunda-feira (14), mas ao que parece não se livrou das críticas pela ausência de negros.

Ambientada na Bahia, estado com mais 70% de sua população formada por mulheres e homens negros, a trama de João Emanuel Carneiro possui ínfimos três atores afro-brasileiros ante 26 brancos.

Em tempos onde o debate sobre os efeitos do racismo estruturante ganham cada vez mais força no país, a insistência pela não representatividade ou estigmatização da figura do negro como inferior causa espanto dos que batalham por uma sociedade livre do racismo.

Na nova novela da Globo o protagonismo é todo branco

Na novela exibida no horário nobre do canal de TV mais assistido do Brasil todos os protagonistas são brancos. Os personagens principais são um cantor de axé vivido por Emílio Dantas e uma marisqueira, interpretada por Giovanna Antonelli.

Além de minoria os negros integram elencos tradicionalmente pensados pelos novelistas. Fabrício Boliveira, conhecido por sua atuação em produções como Faroeste Caboclo, vive um motorista filho de uma empregada doméstica. Roberta Rodrigues por sua vez é uma mulher ciumenta que bate no marido.

Questionada mais uma vez sobre a pouca participação de negros em uma produção filmada no estados mais preto da nação, Giovanna Antonelli disse “que todo o pensamento tem que ser visto”, mas insistiu em dissociar a novela de qualquer compromisso com a inclusão racial.

“Eu acho que a gente também tá contando uma história que foi escrita dessa forma, que vai ser interpretada dessa forma”, declarou ao TV Fama.

A quebra de silêncio de parte do elenco chega junto com manifestação do Ministério Público do Trabalho contra Globo. Por meio da Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho, o órgão enviou para a emissora carioca uma notificação prevendo adequações no roteiro visando a inclusão de atrizes e atores negros “de forma que represente a diversidade étnico-racial da sociedade brasileira”, explica o texto.  

A youtuber Gabriela Oliveira também se manifestou em vídeo assistido por quase 60 mil pessoas. Você Não Deveria Ver O Segundo Sol foi o título escolhido pela jovem para chamar a atenção para a importância da manifestação da insatisfação.

“Você precisa decidir se só quer se compadecer a cada novo caso de racismo ou se você vai querer mudar as coisas”, encerra.

Até o momento a Globo se limitou em reafirmar seu compromisso com a diversidade no Brasil.

“Recebemos a nota recomendatória do Ministério Público do Trabalho, mas reafirmamos que a Globo respeita a diversidade e repudia qualquer tipo de preconceito e discriminação, inclusive a racial.”

Publicidade Anuncie

Foto: Divulgação/TV Globo


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Netflix começa a testar propagandas entre episódios de séries