Arte

Vídeo raro mostra o The Cure quebrando tudo antes de abraçar o visual gótico

por: Redação Hypeness

Por trás das maquiagens, dos cabelos, da palidez, das roupas pretas de uma estética que ficou reconhecida como gótica, havia na banda inglesa The Cure um evidente espírito punk, permeando e servido de base para o visual e a sonoridade que viriam a definir uma das mais importantes bandas da década de 1980.

 

Dona de uma estética influente e repetidamente copiada – quem não vê um tanto do vocalista Robert Smith no personagem Edward Mãos de Tesoura ou em tantos outros do universo do diretor americano Tim Burton? – o The Cure era fundamentalmente uma banda influenciada pelo punk – e isso fica comprovado em um vídeo raros que mostra a banda no início de sua carreira.

O vídeo revela um jovem Robert Smith, com apenas 21 anos, na primeira aparição do The Cure em um programa de TV – mais precisamente no Theatre de l’Empire, em Paris. Corria o ano de 1979, e a banda havia lançado somente seu primeiro disco, Three Imaginary Boys. A banda toca três músicas – a que batiza o disco, “Killing an Arab” e “At Night”, que apareceria no disco seguinte, Seventeen Seconds.

Fortemente influenciados por seus pares punks da época – em especial pelo Joy Division – ainda que a estética gótica que marcaria os maiores sucessos do The Cure ainda não se faça presente, estão lá o talento para joias pops em meio ao estilo, e ainda a força vocal e a presença marcante de Smith em uma maravilhosa versão minimalista e punk, sugerindo a sensacional e influente trajetória que a banda viria a trilhar dali pra frente.

Publicidade

© fotos: reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Desenhos hiper realistas feitos com caneta esferográfica que mais parecem fotografias