Debate

Viral choca ao mostrar diferenças entre pulmões de ex-fumantes e não-fumantes

por: Redação Hypeness

O hábito de fumar cigarros trouxe inúmeros casos de doenças e motivou campanhas anti-fumo eficientes: o número de fumantes tem caído no Brasil e no mundo. No país, o percentual de adultos que fumam diariamente diminuiu de 24% em 1990 para 10% em 2015.

Mas isso não quer dizer que o tabagismo deixou de ser um problema grave, afinal, são mais de 20 milhões de brasileiros fumando diariamente – sem contar os fumantes ocasionais e os fumantes passivos, que também desenvolvem problemas de saúde.

A imagem de pulmões pretos, resultado de anos de consumo de tabaco, já é conhecida graças às campanhas do Ministério da Saúde, mas não deixa de ser chocante. Um vídeo gravado por uma enfermeira norte-americana comprova: em duas semanas, acumulou mais de 15 milhões de visualizações e de 600 mil compartilhamentos.

Cancerous, 1 pack per day for 20 years lungs 😳 versus heathy lungs. Still wanna smoke?

Posted by Amanda Eller on Monday, April 23, 2018

Amanda Eller trabalha em um hospital da Carolina do Norte e fez as imagens, comparando a capacidade de pulmões de um paciente que fumou um maço de cigarros por dia por 20 anos aos de um paciente que não fumava.

Além da diferença clara de cor – de um lado, os pulmões pretos, do outro, os avermelhados -, ela explica que o órgão dos fumantes infla menos e esvazia mais rápido. Isso porque os tecidos, naturalmente elásticos, ficam endurecidos por causa da exposição constante à fumaça do tabaco.

Por mais que os malefícios do fumo sejam amplamente conhecidos, nada como uma boa representação visual para demonstrar os problemas que o prazer momentâneo e o vício subsequente podem acarretar.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Decisão do STF: como ela impacta prisão do DJ Rennan da Penha, negros e periféricos