Fotografia

10 imagens incríveis clicadas por viajantes em concurso da National Geographic

por: Redação Hypeness

Uma das mais importantes revistas de ciência e cultura do mundo (e também uma instituição de pesquisa), a National Geographic também contempla com importância essencial a fotografia como parte de seu universo. Assim, anualmente diversos concursos fotográfico são realizados pela National Geographic, reunindo alguns dos mais importantes e interessantes trabalhos da área em diversos temas e categorias – e as fotos concorrentes da versão 2018 do Concurso de Fotos de Viagem são espetaculares.

Crocodilos na Costa Rica © Niklas Weber

De crocodilos na Costa Rica a cavalos selvagens na Islândia – passando por jovens jogando altinha na praia de Ipanema até estádios cobertos de nuvem no Qatar – o concurso reúne as mais incríveis imagens de fotógrafos viajantes em três categorias: Natureza, Cidade, Pessoas e ainda Voto Popular – a ser selecionada no site da National Geographic.

Ciclista cruzando ponte sobre o Rio Ganges © Trikansh Sharma

Verão na Tailândia © Raja IlIya

Primeiro estádio pronto no Qatar para a Copa de 2020 © Rah Toh

Os primeiros colocados em cada categoria receberão mais de 3 mil libras (cerca de 15 mil reais), enquanto a foto selecionada como grande campeã do concurso receberá cerca de 7,500 libras – mais de 37 mil reais.

Cenário urbano de Macau, na China © Paul Tsui

Monge lendo em Myanmar © Dimitar Karanikolov

Jogo de altinha na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro © M Raccichini

Ilusão de ótica com luzes © Daniel Cheung

Macacos no Japão © Hidetoshi Ogati

Cavalo selvagem na Islândia © E. Arencibia

Publicidade

© fotos: National Geographic/Créditos


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Projeto fotográfico prova que deficiência física não é obstáculo para a arte