Debate

Após Espanha, Nova Zelândia também cria impostos para turistas

por: Redação Hypeness

Se o turismo costuma ser uma imensa fonte de renda para cidades, por outro lado a visitação pode perder um tanto o controle, e se tornar um verdadeiro problema público. É assim, ao menos, que pensam algumas cidades europeias, que começaram a criar restrições e impostos especiais a fim de inibir a visitação em massa e, com isso, melhorar a estrutura dos lugares mais visitados – e a Nova Zelândia é o mais novo país a aderir a tal medida.

Segundo dados oficiais, o número de turistas que visitaram o país no ano passado passou de 3,8 milhões – quase tão grande quanto a própria população neozelandesa. A necessidade de melhoras nas infraestruturas de cidades, de banheiros públicos a estacionamentos, fez o país decidir por um imposto de cerca de 24 dólares para cada turista que decidir visita-lo, valendo a partir de novembro. Viajantes da Austrália e outros países dentre as ilhas do Pacífico estarão isentos.

Manifestante catalão pelo controle dos turistas em Barcelona

Tendo no turismo um dos pilares de sua economia, a ideia é reinvestir o valor arrecadado (estimado em cerca de 80 milhões de dólares por ano) em infraestrutura para o turismo e em iniciativas de conservação pública. Países como França, Japão e Espanha, entre muitos outros, vêm realizando iniciativas similares, impondo inclusive restrições a serviços como Airbnb, a fim de melhor controlar e conter os efeitos do turismo desenfreado. No paradoxo da importância que o turismo, ao mesmo tempo, possui para qualquer grande economia, o grande juiz sobre tais medidas será mesmo os turistas – e os números que virão a partir da implementação do imposto em um dos mais belos e desejados países do mundo.

Publicidade

© fotos: divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Malcolm X: carta indica plano do FBI e polícia de NY para assassinar líder negro