Debate

Crivella censura Jesus transexual em peça de teatro

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella acaba de anunciar a suspensão do O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, protagonizado por uma mulher trans. De acordo com o mandatário, bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, em sua gestão “nenhum espetáculo, nenhuma exposição vai ofender a religião das pessoas”.

A montagem, que seria exibida na capital fluminense, não tem como objetivo discutir religião, mas sim jogar luz sobre a transgeneridade, feminismo e diversidade sexual, com recorte especial para as periferias das cidades brasileiras. Além do espetáculo, estava prevista a realização de debates, shows, oficinas e filmes tratando da visibilidade LGBTQs. Por enquanto apenas as atividades ao ar livre, como uma feira de música e poesia, estão mantidas.

Não é a primeira vez que Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu é impedida de ser encenada. Em 2017 um juiz proibiu a apresentação em Jundiaí, interior de São Paulo. Na capital gaúcha o impedimento foi barrado pela Justiça, que considerou a ação como censura.

A censura causa preocupação em entidades contra homofobia

No caso de Crivella o veto da obra, que faz parte da mostra Corpos Visíveis, causa preocupação de entidades de defesa dos direitos humanos e da população LGBTQs. Alguns grupos temem que a ligação do político com a Igreja Universal possa prejudicar a isenção da gestão.

Durante o vídeo divulgado o prefeito, que já causou polêmica ao se recusar em participar do Carnaval na Sapucaí, acusou o jornalista e colunista do Jornal O Globo Ancelmo Goes de fake news. Segundo Crivella a notícia de que a montagem aconteceria no Parque Madureira é falsa. Mas não é o que diz o jornal The Intercept, que divulgou uma troca de e-mail demonstrando que negociações já estavam em curso entre a prefeitura do Rio e representantes da peça.

Esta foto da drag queen Soraya da Maré foi censurada pela Casa Civil

A produção de Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu vai entrar na Justiça para tentar garantir a realização da mostra. “Eles falam como se o evento tivesse sido inventado pela gestão anterior, mas ele está sendo tocado desde o ano passado. Colocam a gente como mentirosos”, criticou a produtora Karla Suarez em entrevista ao The Intercept.

Tem mais, algumas fotos de divulgação do espetáculo – entre elas imagens com trocas de afeto entre homens, foram censuradas pela Casa Civil da prefeitura carioca.

E-mail divulgado pelo The Intercept com troca de conversas entre os dois lados

Publicidade

Fotos: foto 1: Gabriel de Rezende Tavares /Divulgação/foto 2: Douglas Lopes/Divulgação/foto 3: Reprodução/The Intercept


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jay-Z oferece apoio e o próprio advogado para casal que sofreu abuso policial