Arte

Disco ‘perdido’ de John Coltrane será lançado 55 anos após gravação

por: Redação Hypeness

Corria o mês de março de 1963 quando um dos maiores quartetos da história do jazz se reuniu mais uma vez no mítico estúdio do engenheiro de som Rudy Van Gelder, em Nova Jersey, nos EUA, para uma sessão de gravação de duas composições inéditas do saxofonista do quarteto. Seria um dia relativamente comum na história, não fossem dois nada singelos detalhes: o compositor em questão era John Coltrane, um dos mais importantes e influentes saxofonistas em todos os tempos. O segundo detalhe é que tal gravação permaneceu inédita por 55 anos, até agora.

Outras faixas além das duas inéditas de Coltrane foram gravadas na sessão, que será toda transformada em um novo disco do saxofonista, entre clássicos de jazz e variações de outras de suas composições anteriores. A história da sessão é obscura, pois nenhum documento sobreviveu ao tempo, assim como também desapareceram as fitas masters da gravação. O que restou foi somente uma cópia de referência que Coltrane levou para casa ao fim do dia de gravação, que permaneceu com a família até agora. Depois de muita pesquisa e negociação, enfim a histórica gravação ganhará o público.

Segundo consta, as faixas originais estão à altura do legado de Coltrane, um dos maiores nomes da história do jazz, num momento histórico em que o artista se encaminhava de suas raízes no jazz modal em direção ao som experimental e espiritual que viria a alcançar em sua obra-prima, A Love Supreme, gravada dois anos depois, em 1965. Completavam o quarteto os grandes McCoy Tyner no piano, Jimmy Garrison no baixo e o genial Elvin Jones na bateria.

Representantes do selo Impulse!, que lança a obra de Coltrane, afirmou, sem exagerar, que, em analogia ao mundo pop, tal descoberta é como encontrar um inédito dos Beatles, de Jimi Hendrix ou de Bob Marley. Para Sonny Rollins, outro gigante do saxofone e contemporâneo de Coltrane, encontrar duas faixas inéditas de tal artista é como descobrir uma nova câmara na Grande Pirâmide.

Trata-se, afinal, de um dos mais inventivos e singulares artistas da música do século 20. As duas composições não chegaram a ser batizadas por Coltrane, e serão lançadas com os nomes com quem foram registradas à época: “Untitled Original 11383” e “Untitled Original 11386” (algo como Originais sem título). Os registros foram incluídos no disco Both Directions at Once: The Lost Album, que será lançado no próximo dia 29 de junho.

O disco já pode ser encomendado em pré-venda na Amazon – e uma das faixas pode ser ouvida abaixo.

Publicidade

© fotos: divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Quando o amor sai pra dar uma volta e quem se fode é a gente | Do Amor #116