Sustentabilidade

A partir de 2019, Amazônia será monitorada com drones

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Drones podem ser a nova aposta do governo brasileiro contra o desmatamento ilegal da Amazônia.

Hoje em dia, quando há suspeita de um acampamento de madeireiros ou garimpeiros na região, o monitoramento pode exigir até mesmo o fretamento de um avião. Além dos altos custos envolvidos na operação, o ruído alerta os criminosos.

Pequenos e silenciosos, os drones são uma solução e podem ser utilizados também em casos de incêndios florestais, enviando informações em tempo real às equipes responsáveis por combater o fogo, de acordo com o Instituto Brasileiro de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O equipamento deverá ser usado ainda para calcular o volume de madeira de desmatamento, tarefa feita manualmente até então.

Publicidade

O ICMBio irá testar três modelos de drones para fiscalizar as Unidades de Conservação localizadas na Amazônia. A expectativa é de que os veículos não tripulados sejam usados no monitoramento destas áreas a partir do próximo ano.

Assim que os testes com os equipamentos terminarem, um grupo de servidores que atua em Unidades de Conservação na Amazônia será convidado a realizar um treinamento para poder manipular os dispositivos. A Reserva Biológica do Cachimbo e o Parque Nacional do Jamanxim, no Pará, serão os primeiros a receber capacitação e realizar os testes com os drones.

Publicidade Anuncie

Foto via ICMBio


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Everest: 3 toneladas de lixo são retirados da montanha mais alta do mundo