Debate

Como foi o resgate épico dos 12 garotos presos em caverna na Tailândia

por: Redação Hypeness

Parecia improvável, ou ao menos mais complexo do que se imaginava. Mas os 12 jovens tailandeses e o técnico do time de futebol foram resgatados com sucesso depois de passarem mais de 15 dias presos e uma caverna do país asiático.

A notícia da finalização dos trabalhos chegou há pouco, após a retirada de um grupo de 4 adolescentes e o treinador. Entre 11 e 16 anos, os adolescentes foram guiados por um grupo de mergulhadores em uma operação complicada por causa da chuva que caía na cidade de Thm Luang e o número maior de pessoas a serem retiradas.

“Não temos certeza se isso é um milagre, uma ciência ou o que é. Todos os 13 Javalis agora estão fora da caverna ”, celebrou a Marinha Tailandesa no Facebook.

O resgate dos garotos mobilizou profissionais de todo o mundo

Apesar do resgate, os trabalhos seguem para a retirada de um médico e três fuzileiros navais que estavam na cavidade para oferecer assistência ao grupo. Ao todo, a operação de salvamento dos membros do time Javalis Selvagens contou com 90 profissionais de mergulho, sendo que 40 nativos da Tailândia.

Logo depois de serem salvos, os jovens foram direcionados para uma espécie de hospital montado na saída da caverna. Na sequência foram levados de ambulância até um helicóptero que faria o transporte para o centro médico localizado na província de Chiang Rai, 70 km distante.

As crianças e o técnico passam bem, mas estão cumprindo o período de quarentena em função da ingestão de água sem qualidade comprovada e também da desnutrição causada por um longo período de jejum.

O fato entra para a história com um dos mais complexos e bem-sucedidos já realizados. Em um primeiro momento a expectativa de autoridades tailandesas era de que os adolescentes fossem resgatados em até 4 meses, isso pelas fortes chuvas que caem sobre o país nesta época do ano.

Com este cenário a operação foi bastante complexa, causando inclusive a morte de um mergulhador profissional por falta de oxigênio. As galerias subterrâneas são escuras e o grupo precisou atravessar pontos inundados pela água. Mesmo não sabendo nadar, os meninos tiveram que aprender técnicas de mergulho às pressas.

Trechos do processo de salvamento (em inglês):

 

A influência do budismo

Depois de se sentir culpado por colocar os jovens em risco, o treinador dos Javalis Selvagens recorreu aos ensinamentos recebidos nos tempos em que era monge. Nopparat Khanthavong é um ex-monge Ekapol ensinou os meninos a usarem a meditação com ferramenta de manter o controle da mente e também a conservarem energia até a chegada de socorro.

Para os pais o técnico é apontado como figura decisiva para a sobrevivência do garoto. Além de ter ingerido pouco alimento, sempre priorizando a saúde das crianças, Nopparat também manteve os meninos confortáveis e tranquilos. Elementos fundamentais para a sobrevivência.

“Se ele não tivesse ido junto, o que aconteceria com meu filho?” disse a mãe de Pornchai Khamluang, um dos jovens que ficou preso na caverna.

Publicidade

Foto: Reprodução/Thai Navy Seal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Não bastasse ser vítima de racismo, Taison é suspenso na Ucrânia