Debate

Estrela de Donald Trump pode ser removida da Calçada da Fama de Hollywood

por: Kauê Vieira

A estrela com o nome de Donald Trump na Calçada da Fama de Hollywood pode estar com os dias contados. Depois de ter sido danificada duas vezes, o objeto foi alvo de um pedido de retirada.

A ação é de autoria do Conselho Municipal de West Hollywood, que pede ao Conselho Municipal de Los Angeles e para a Câmara de Comércio da cidade californiana a exclusão da estrela em homenagem ao presidente dos Estados Unidos.

O pedido é resultado da discordância diante de uma série de políticas controversas, como a separação de mães e pais de seus filhos e filhas e a negação dos efeitos do aquecimento global. Segundo o Conselho, tais medidas da administração Trump “não compactuam com os valores da cidade de West Hollywood”.

Trump pagou mais de 30 mil dólares por sua estrela na Calçada da Fama

A votação do Conselho de Municipal de West Hollywood foi unânime. Contudo, para ter efeito, o processo precisa do aval da Câmara de Comércio de Los Angeles.

“O Conselho Municipal de West Hollywood não aprovou a resolução por Donald Trump ser uma figura conservadora ou Republicana. Ganhar uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood é uma honra. Quando se coloca minorias, imigrantes, muçulmanos ou mulheres como alvos, você perde esta honraria”, disse à CNN o prefeito de Los Angeles John Duran.

Em paralelo, uma pessoa está sendo acusada formalmente por ter danificado a estrela. Promotores estão tocando o caso envolvendo um morador local da cidade norte-americana. Austin Mikel Clay se entregou voluntariamente no dia seguinte ao acidente. Se condenado, Clay pode passar até três anos preso.

Publicidade

Foto: Reprodução/KCBS


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.


X
Próxima notícia Hypeness:
Governo do Amazonas enviou pedido de oxigênio ao RJ para e-mail errado