Inspiração

Estudante de Uganda cria invenção para conservar alimentos e evitar desperdício

por: Vitor Paiva

Um dos mais cruéis paradoxos do capitalismo é o imenso desperdício de alimentos em um mundo faminto. E o caso do continente africano, pelos mais terríveis motivos, é exemplar: enquanto 236 milhões de pessoas passam fome na África, segundo dados da ONU, cerca de 30% da comida produzida no mundo anualmente vai para o lixo – só em Uganda, 50% das frutas e legumes acabam desperdiçadas e, em todo o continente, a comida desperdiçada anualmente poderia alimentar praticamente todos os que passam fome por lá. É por isso que o jovem Lawrence Okettayot está viajando por Uganda: para mostrar sua invenção que pode ajudar a combater essa assombrosa realidade.

Lawrence Okettayot, ao centro, ao lado de seu sócio, Morris Opiyo

Estudante de engenharia de 23 anos, Lawrence partiu de um problema enfrentado na fazenda de sua família para tentar ajudar quem passa fome em seu continente: o desperdício de alimento. No lugar de congelar a comida – que exige custos com uma eletricidade que boa parte da população não tem acesso regular – sua solução foi desidratar o alimento.

Assim nasceu o Sparky Dryer, uma espécie de forno de baixa tecnologia, utilizando material orgânico para produzir energia, que mais parece uma geladeira velha – mas que pode ser uma arma importante contra a fome e o desperdício, aumentando a vida útil de um alimento de poucos dias para alguns meses de duração. Segundo Lawrence, o Sparky Dryer pode desidratar até 10kg de manga, por exemplo, em duas horas, utilizando somente 2kg de biodiesel com nenhuma emissão de gases poluentes.

Fazendeiros já vêm realizando pedidos pelo Sparky Dryer, que custa cerca de 80 dólares, podendo desidratar todo tipo de legumes e vegetais. Trata-se de uma solução simples e eficaz para ajudar em um dos mais urgentes problemas do mundo, enquanto a solução maior não vem: esquecer um pouco o lucro e transformar o desperdício em vidas salvas.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Universidade em Nova York oferece bolsa de 50% para brasileiros em cursos curtos