Criatividade

‘Harry Potter’: J. K. Rowling diz gostar de teoria ‘doida’ de fã sobre Dumbledore

por: Joao Rabay

O último livro da saga Harry Potter, As Relíquias da Morte, foi lançado há mais de dez anos. Mesmo assim, o universo do bruxo segue cativando fãs e promovendo debates internet e mundo afora.

Muitos pottermaníacos gostam de ler ou compartilhar suas teorias sobre nuances da história que não ficam tão claras sob a narrativa de J. K. Rowling. E a própria autora comentou em um tweet qual a sua favorita: A de que Dumbledore seria a personificação da Morte. É uma teoria bonita e se encaixa, declarou.

O site Kombini publicou uma explicação sobre a teoria (contém spoilers sobre a saga):

Primeiro é preciso entender o “Conto dos Três Irmãos”, que é citado nos livros e filmes Harry Potter e As Relíquias da Morte. Ele relata a história de três irmãos que estavam passeando por uma floresta, até que encontraram um rio muito fundo e perigoso para se cruzar.

Usando seus poderes mágicos, os três conjuram uma ponte para atravessar o rio. Porém, no meio da travessia, eles encontram a própria Morte, que ficou irritada por ter sido enganada por eles. Fingindo parabeniza-los pelo feito, ela oferece um presente para cada um.

O irmão mais velho, ambicioso, pede a varinha mais poderosa de todos. O irmão do meio, que tinha perdido o amor de sua vida, pede um meio de ressuscitar os mortos, e recebe a Pedra da Ressurreição. Já o mais novo é prudente e pede uma maneira de sair dali sem ser seguido pela Morte, recebendo a Capa da Invisibilidade.

De acordo com a teoria, Voldemort seria a representação do irmão mais velho, enquanto Snape é o irmão do meio e Harry o mais novo. Essa visão faz sentido de acordo com as características dos três personagens, e Dumbledore seria a personificação da Morte.

A hipótese se baseia na relação de Dumbledore com as mortes de Voldemort e Snape, e também com o fato de ele ter dado a Capa da Invisibilidade a Harry ainda em A Pedra Filosofal. Além disso, no último livro, após Harry ‘aceitar a morte’, ele encontra com Dumbledore na estação King’s Cross do além, onde diz que eles “podem pegar um trem e partir juntos, ou ele pode retornar e enfrentar Voldemort”.

Bem, se faz sentido para J. K. Rowling, quem somos nós para discordar?

Publicidade

Fotos: Reprodução/Warner Bros


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pizza com borda de coxinha existe e está mais perto do que você imagina