Debate

‘Insatiable’, série acusada de gordofobia, tem pior avaliação da história da Netflix

por: Redação Hypeness

O tempo em que filmes e séries reforçavam estereótipos preconceituosos impunemente ficou para trás – e no passado precisam ficar. É fácil de perceber que certos limites não podem mais ser cruzados, no que diz respeito ao machismo, racismo, homofobia, gordofobia e outros preconceitos, sem que ao menos uma intensa reação de repúdio venha como resposta popular. Algumas séries, no entanto, parecem resistir a esses novos e transformadores ventos. É o caso de Insatiable, série que ainda acabou de estrear no Netflix e já possui a pior avaliação da história da plataforma.

Para compreender esta intensa rejeição popular, basta tomar conhecimento da premissa da série: Patty, uma garota gorda, vítima de intenso bullying em sua escola por conta de seu peso e aparência, leva um soco no rosto e quebra sua mandíbula. A fratura faz com que ela tenha de seguir uma rígida dieta a base de líquidos por três meses, e quando a personagem retorna à escola, está magra, bela e em busca de vingança contra os que lhe maltrataram.

Retratando superficial e debochadamente difíceis experiências vividas por tantas pessoas, e reforçando bases evidentes de gordofobia e de objetificação da mulher, o lançamento da série recebeu somente 6% de aprovação no site especializado Rotten Tomatoes e, segundo o Metric, conquistou apenas 24 de 100 em sua avaliação.

Desconectada dos anseios, dores e da realidade com que adolescentes vivem tais dilemas, a série se tornou – depois de 13 reasons why, outra série da plataforma, acusada de suavizar a questão do suicídio entre adolescentes – o segundo grande fracasso de crítica e, até aqui, público, entre os tantos sucessos já lançados, da Netflix.

Não é possível hoje abandonar o debate ao redor do politicamente correto ou da responsabilidade por trás de tais criações. O que parece se confirmar, no entanto, é que reforçar estereótipos, padrões irreais e cruéis e rir deliberadamente da dor de tantos são recursos narrativos pobres, óbvios e velhos, que apontam para um diagnóstico efetivo: uma série preconceituosa é também uma série ruim.

Publicidade

© fotos: divulgação/reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Vídeo reúne 10 piadas de ‘Friends’ que seriam um fiasco na TV hoje em dia