Empreendedorismo

‘Laboratória’ forma programadoras que refinanciam o programa depois de empregadas

por: Redação Hypeness

A Laboratoria está inovando ao priorizar a formação de mulheres programadoras, que ao lado de uma comunidade latino-americana de alunas desta organização social, vão transformar o perfil do mercado.

Os encontros acontecem durante seis meses, de segunda a sexta-feira no Ibmec, em São Paulo. São cinco horas de aula por dia, garantindo o preparo necessário para a atuação enquanto programadora front-end, com salário médio na casa de 2,5 mil reais.

O modelo foi traçado para atingir o maior número de pessoas possível. Sobretudo as em condições sociais de maior vulnerabilidade. Então, foi criado um sistema no qual o curso é bancado pela organização até que as alunas estejam empregadas e recebam o primeiro salário. É um projeto de refinanciamento, que prevê a contribuição de ex-alunas com 10% do salário líquido durante 24 meses.

Nestes anos, mais de 500 mulheres foram formadas pelo projeto

Segundo Mariana Costa Checa, fundadora e CEO da Laboratoria, o intuito é aproximar o ambiente educativo do mercado profissional.

O projeto encabeçado pela Laboratoria é concorrido e já foi elogiado por ninguém menos que Barack Obama. A fama aumenta a concorrência. As alunas brasileiras, por exemplo, foram selecionadas entre 5.700 candidatas, todas mulheres e com pelo menos 18 anos de idade. São bolsistas em instituições particulares ou que estudaram no ensino público.

A ideia de conexão com outros centros da América Latina se dá logo de início. As mulheres matriculadas no curso em São Paulo iniciam os estudos ao mesmo tempo que as colegas chilenas e peruanas.

A Laboratória iniciou sua trajetória em 2014, percebendo a ausência de mulheres na área de tecnologia.  Em seguida, foi idealizado um programa piloto para 15 jovens de comunidades de baixa renda, que receberam treinamento em desenvolvimento na web.

Os resultados foram extremamente positivos e além do interesse de outras empresas peruanas, duas mulheres do primeiro grupo conseguiram emprego.

Desde então, passaram pelos centros de treinamento mais de 580 mulheres e 80% delas foram contratadas. Os time de parceiros é formado por gigantes como Google, Microsoft e BID.

Se você ficou interessado e deseja saber mais, mande e-mail para: infosp@laboratoria.la

As inscrições podem ser feitas aqui também selecao.laboratoria.la

Para inovar e empreender, é preciso ter coragem, ousadia e acreditar na sua própria essência e potencial. Por isso, o Hypeness uniu forças com o programa Shark Tank Brasil, do Canal Sony, para contar histórias e dar dicas inspiradoras de quem conseguiu usar experiência de vida, muito trabalho e criatividade para ter sucesso com um negócio próprio. Para tentar convencer os investidores, que no programa procuram negócios originais e inovadores, os empreendedores precisam se superar e, fora dos estúdios, a realidade não é diferente. Acompanhe estas histórias e inspire-se!

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Empresa surpreende funcionários com bônus surpresa a ser gasto em comércio local