Debate

Lei proíbe cachorros de ficarem presos ou acorrentados em Florianópolis

por: Redação Hypeness

A Direção de Bem-Estar animal vai apertar o cerco contra pessoas que costumam praticar maus-tratos contra seus cachorros. A partir de projeto de autoria da vereadora Maria da Graça Dutra, o órgão da Prefeitura de Florianópolis vai expandir a definição de maus-tratos para casos de cães acorrentados.

A partir de agora na capital catarinense o cachorro tem que ficar solto, mesmo em canis. Caso não haja espaço suficiente, a saída é intercalar a corrente com momentos de liberdade. De acordo com parlamentar autora da legislação, o animal precisa se movimentar.

“As pessoas acham que é normal ter o animal na corrente. Adotam um cachorro, filhotinho, e já botam na corrente e ele passa o resto da vida dele ali. E resta dizer que a vida dele é diminuída em metade pelas condições que ele passa”, declarou ao G1.

Em Floripa, nada de cachorro preso

Para a eficácia da fiscalização, as pessoas podem optar pela denúncia anônima ou fazer um boletim de ocorrência em qualquer delegacia ou pela internet. Não se esqueça, provas como filmes e fotografias são fundamentais para o trabalho da Dibea.

Mensalmente, a Direção do Bem-Estar Animal recebe em média 40 denúncias. Todas verificadas. A diretora Fabrícia Costa assinala que “O animal não pode viver 24 horas acorrentado”.

 

Publicidade

Foto: Pixabay


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Bocardi perde a linha ao vivo com fala preconceituosa de entrevistada