Debate

Monsanto é condenada a pagar 290 milhões a jardineiro com câncer em virada de mesa histórica

por: Redação Hypeness

A Monsanto, uma das empresas mais controversas do mundo, pode ser a trajetória transformada depois de uma decisão judicial. A gigante norte-americana foi condenada a pagar uma indenização de mais de 200 milhões de dólares para um jardineiro californiano vítima de câncer terminal.

Líder de vendas no mercado de agricultura e agroquímica mundial, a Monsanto é considerada culpada pelo surgimento de um linfoma não-Hodgkin e por ter agido com má-fé ao não alertar corretamente os consumidores, entre eles Dewayne Johnson, sobre os riscos de usar produtos à base de glifosato, como o Round Up e o Ranger Pro.

Para especialistas, a decisão do júri de San Francisco abre precedente para que outros tribunais sigam pelo mesmo caminho da justiça californiana. Em conversa com o BuzzFeed News, Carey Gillam, diretora de pesquisa da U.S. Right to Know e autora de um livro sobre a Monsanto, afirmou que as provas apresentadas por Johnson vão ser adotadas em outros processos.

O Round Up pode mudar a história da Monsanto

A tendência pode desaguar em perdas sem precedentes para a gigante. A história do jardineiro californiano fez com que membros do Legislativo dos EUA começassem conversas para a criação de um projeto de lei vetando a alguns produtos da marca a partir de 2019.

Quem também está perdendo é a Bayer, que recentemente anunciou a compra da Monsanto. Desde o veredicto, as ações da empresa alemã caíram 9% em um único dia na bolsa de valores de Frankfurt.

A Monsanto rechaça qualquer associação do Round Up com o surgimento do câncer. Por meio do vice-presidente, a companhia afirmou que vai recorrer e “continuar defendendo vigorosamente o glifosato”, declarou Scott Partridge.

O Round Up e o Ranger Pro são comercializados desde a década de 1970. Em 2015, a dupla gerou S$ 4,8 bilhões,  mais de R$ 19 bi, em receita à Monsanto. No mesmo ano, a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer da Organização Mundial da Saúde (OMS), classificou o glifosato como provavelmente cancerígeno para humanos.

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Video game coloca jogadores no lugar de Jesus Cristo e gera controvérsia