Ciência

Nasa terá base fixa na órbita da Lua em 6 anos. E deve partir de lá para Marte

por: Vitor Paiva

49 anos depois de pisarmos por lá pela primeira vez, a conquista da lua voltou a ser uma ambição científica e humana – dessa vez, no entanto, mais do que dar um pequeno passo e alguns passeios em solo lunar, a missão é de construir uma base na lua. E a famosa Agência Espacial estadunidense NASA anunciou não só uma nova missão tripulada ao satélite até 2024, como com a intenção de testar uma pequena estação espacial em órbita lunar.

A ideia é que a base lunar sirva não só para experimentos científicos como também para uma missão muito mais ambiciosa: ser ponto de partida para uma missão tripulada para Marte. “Estamos nos preparando para uma visita ao nosso satélite terrestre, mas, dessa vez, será diferente. Não queremos apenar deixar pegadas, acreditamos que esse é o momento ideal para estabelecermos uma presença permanente na Lua”, disse o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, no evento que anunciou a missão.

Mike Pence no lançamento da missão

O desenvolvimento da estação, intitulada Orbital Platform-Gateway, começou no ano passado, depois que os 500 milhões de dólares necessários para a realização da missão foram garantidos. O projeto é parte das “Diretivas de políticas espaciais 1”, assinada pelo presidente Donald Trump, que pretende justamente voltar à lua e mandar astronautas americanos para Marte. A recente descoberta de gelo no satélite aumentou o otimismo e as possibilidades de sucesso da missão.

Representações artísticas da base em órbita lunar

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Cientista descobrem o animal que pode ter gerado lenda do monstro do Lago Ness