Tecnologia

Adolescentes dos EUA preferem conversar por texto do que encontrar amigos, aponta estudo

17 • 09 • 2018 às 00:37
Atualizada em 17 • 09 • 2018 às 00:38
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

As coisas mudam bem rápido na internet. Há poucos anos atrás, o Facebook era a rede social que todo mundo utilizava, posts acumulavam milhares de interações e faziam com que o site parecesse uma extensão das conversas que temos por aí.

Mas já não é mais assim. Se você tem acessado o Facebook cada vez menos, saiba que não é o único. E a percepção de que a rede tem sido deixada de lado, principalmente pelos mais jovens, é confirmada por uma pesquisa feita nos Estados Unidos.

A Common Sense Media entrevistou mais de mil pessoas, com idades entre 13 e 17 anos, para comparar seus hábitos online com os de uma pesquisa de 2012. 81% deles disseram usar redes sociais, com 70% declarando acessa-las várias vezes por dia. Mas o site criado por Mark Zuckerberg está em baixa.

Em 2012, 68% dos adolescentes diziam que o Facebook era sua rede social preferida. Seis anos depois, o número caiu para apenas 15%, enquanto o Snapchat lidera, com 41%, seguido pelo Instagram, com 22%.

Outra tendência interessante apontada pelo estudo é a de que, hoje, os adolescentes dos EUA preferem se comunicar com os amigos por mensagens de texto (35% agora, conta 33% em 2012) em vez de pessoalmente (32% agora, contra 49% em 2012). As interações em redes sociais (de 7% para 16%) e através de chats em vídeo (de 2% para 10%) também subiram consideravelmente.

Publicidade

Foto via Pixabay (Creative Commons CC0)


Canais Especiais Hypeness