Inovação

Apple Watch vai avisar você quando for perigoso ficar no sol

Vitor Paiva - 20/09/2018

Oferecendo cada vez mais recursos para ajudar o usuário a cuidar da própria saúde, o Apple Watch, o incrível relógio da Apple, vem cada vez mais se tornando como uma mãe para quem o carrega no pulso – e a última novidade fará do relógio realmente agir como só nossa mãe costuma agir: ele agora irá nos avisar quando estamos muito expostos ao sol, para que possamos evitar a exposição ou ao menos passarmos protetor. A nova e maternal atração do Apple Watch ainda não está disponível, mas já foi registrada pela empresa em patente.

A novidade poderá ser oferecida sem que se precise trocar o relógio ou comprar um novo, através de um acessório que se encaixaria em sua parte debaixo. As informações utilizadas para medir a exposição excessiva serão o tempo, a temperatura e eventuais índices elevados de raios UV. Assim o relógio nos sugerirá que andemos na sombra, coloquemos um chapéu ou que passemos mais filtro solar.

As ilustrações da patente pedida pela empresa

Já existe um app chamado Sun Risk, que monitora os índices de UV e notifica o usuário, através de dados online e de informações meteorológicas, mas a promessa é de que a monitoração do Apple Watch seja ainda mais precisa e personalizada.

Não será espantoso se em breve o relógio da Apple nos faça levar um casaco para sairmos, um guarda-chuva em caso da menor nuvem ou que nos ligue no meio do dia para sabermos se estamos seguros.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutor em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Echo Dot 4: porque comprar a última geração do dispositivo