Debate

Homem garante ter encontrado avião da Malaysia Airlines pelo Google Maps

por: Redação Hypeness

A história envolvendo o sumiço do voo da Malaysia Airlines é considerada um dos maiores mistérios da aviação mundial. A aeronave, modelo MH370, saiu de Kuala Lumpur e tinha como destino Pequim, na China.

Não se sabe ao certo o que aconteceu, mas no meio do caminho, o avião perdeu contato com a torre de controle e desapareceu com 200 pessoas a bordo. Quatro anos depois, um homem diz ter localizado no Google Maps o avião da Malaysia Airlines.

Ian Wilson trabalha com tecnologia e acredita ter achado o avião em uma região de floresta do Camboja. O britânico afirma que a mancha branca no meio do nada corresponde ao avião desaparecido.

Ao olhar com atenção, é possível identificar com facilidade o formato de uma aeronave de grande porte. Ian diz que ela mede algo como 69  metros, mas há, de acordo com ele, “um espaço entre a cauda e a traseira da aeronave”, contou o jornal Metro.  

A notícia causa espanto e reacende especulações sobre o paradeiro dos corpos. Um relatório de mais de 400 páginas, aponta que a aeronave sumiu dos radares após um desvio intencional, mas os corpos das 239 vítimas nunca foram encontrados. Kok Soo Chon, investigador chefe, disse aos repórteres acreditar que o avião tenha sido derrubado propositalmente.

A tese de Ian vai no sentido contrário da dos peritos envolvidos no acidente, eles acreditavam que a aeronave estava próxima da costa australiana.  A suposta descoberta já chamou a atenção das pessoas, caso de Andre Milne, fundador de um instituto de defesa, que pediu ao Google suporte para visitar a localização. 

O governo da Malásia declarou que reabrirá as investigações apenas se novas evidências surgirem.  

Publicidade

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Nova York proíbe venda de cigarros eletrônicos com sabor