Inspiração

O tweet de MC Catra que muita gente ainda não entendeu: ‘Deixa as pessoas’

por: Redação Hypeness

A morte de Mr. Catra pegou muita gente de surpresa. Wagner Domingues Costa, de 49 anos, faleceu na tarde do domingo (9), no Hospital do Coração em São Paulo. Desde 2017, o funkeiro tratava de um câncer gástrico e deixou  três mulheres, 32 filhos e quatro netos.

“É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente, Wagner Domingues Costa o Mr Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 09, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença. A informação foi dada a família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Catra deixou três esposas e 32 filhos. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família”, se pronunciou o Hospital do Coração por meio de nota.

Para além dos chavões sobre a conduta de sua vida, Catra deixa como legado uma visão pouco conhecida do grande público, a luta pela da liberdade. O músico era formado em direito, fluente em quatro idiomas e não fugia de temas polêmicos.

Mr. Catra vai deixar saudades

Há cerca de dois anos, Mr. Catra exaltou a necessidade da sociedade entender e respeitar a diversidade de escolhas e lutar contra a homofobia.

“Homossexual para mim é um gênero. Ninguém vira homossexual. A criança nasce homossexual, assim como existe homem e mulher, existe o homossexual, é uma coisa natural”, declarou Catra em entrevista ao jornal Extra. A postura de Catra foi uma resposta ao conceito da cantora e apresentadora Mara Maravilha de que a orientação sexual de um indivíduo poderia ser definida com uma simples escolha.

O funkeiro não se furtou de falar sobre as consequências de seus atos no surgimento do câncer. Em 2017, ele deu entrevista no programa de Luciana Gimenez e refutou a visão de que estaria sendo punido por Deus. Entre alguns pontos, Catra salientou os efeitos negativos do estilo de vida, permeado com o consumo excessivo de álcool e cigarros.

“A colheita é conforme a plantação, não tem jeito. Não foi Deus quem deu essa enfermidade, a culpa é minha. Foi álcool, noites de sonos perdidas. É o pior veneno de todos. Eu descansava, não dormia. Agora as coisas estão retomando aos eixos. Do mesmo jeito que contraí esse câncer, Deus vai vir com a cura”.

Mr. Catra era alvo recorrente de perguntas sobre o excesso de filhos. Ao longo da vida, o artista foi associado com a falta de seriedade. Discussões sobre certo e errado de lado, Catra sempre fez questão de exaltar o amor que dava para suas crias. Em 2016, ele até estrelou uma campanha de Dia dos Pais.

Em entrevista ao Ego, o artista disse saber o nome de todas as crianças e que não se considerava o ‘Catra da mulheres’ mas sim o ‘Catra dos meus filhos’.

“Foi emocionante demais. Eu estava passando por um momento um pouco difícil, com pessoas que aprontaram pra mim e, de repente, descubro essa benção. Filho é sempre uma alegria. Não descobri os dois no mesmo dia, foram duas surpresas muito agradáveis. Tenho 30 filhos e faço questão de dar o mesmo amor para todos. Todo mundo vê muito o Catra das mulheres, eu sou o Catra dos meus filhos. Vivo cada dia da minha vida para dar o melhor pra eles. Se tiver que trabalhar doente, de cama, eu vou. Meu maior sonho é ver todos eles encaminhados”, revelou.

Mr. Catra, que começou a carreira em uma banda de rock, vai ser velado em São Paulo e no Rio de Janeiro. O primeiro disco solo da carreira foi O Bonde dos Justos e um dos principais hits de sua história é Uh Papai Chegou.

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Casagrande emociona com depoimento sensível e honesto sobre morte de Maradona