Inspiração

River Island quebra internet com campanha contra estereótipos

por: Redação Hypeness

A grife britânica River Island lançou uma campanha para celebrar a diversidade. Usando apenas modelos com algum tipo de deficiência, a Labels are for Clothes é estrelada por personalidades de segmentos diversos.

O atleta paraolímpico Jordan Luce, as modelos com síndrome de Down, Kathleen Humberstone  Harry Britton e a blogueira e palestrante motivacional Mama Cox – que perdeu a perna direita em função de um câncer. A lista é completa com o estudante de dermatologia Ralph Souffrant, vítima de falta de confiança por causa da hiperpigmentação na pele.

A produção foi filmada pelo fotógrafo Liz Collins e contou ainda com a estilização de Patrick Mackie. A ação foi viabilizada por meio de uma parceria com a instituição de caridade e anti-bullying Ditch the Label, que proporcionou a criação de camisetas e modelos com o slogan #LabelsAreForClothes.

Chega de dar espaço apenas para um tipo de padrão, né?

A jogada publicitária ganhou as redes sociais rapidamente, gerando reações como a comentarista de moda Delphine Chui. “TODAS as campanhas devem ter essa aparência, porque retrata o nosso mundo”, encerrou.

Assim como a River Island, outras gigantes da moda estão se atentando para a importância de aproximar o setor da vida real. Recentemente, a Semana de Moda de Nova York foi palco de ações elogiadas, como a grife de Rihanna, que investiu na diversidade para apresentar a nova coleção de lingerie e a Talisha White, com a presença de uma modelo com síndrome de Down.

Slick Woods divina durante a apresentação da grife de Rihanna

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Aprendi a ser uma boa companhia para mim mesma’, diz Nany People.