Fotografia

Série fotográfica registra a beleza dos penteados da cultura nigeriana

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A fotografia documental geralmente apresenta poucas cores e a criatividade está sempre no olhar do fotógrafo e não no obejto fotografado. Entretanto, Medina Dugger busca repensar esses conceitos com seu trabalho em uma série que mostra toda a riqueza dos penteados típicos da cultura nigeriana.

Antes de lançar um olhar sobre o trabalho de Medina, no entanto, é importante entender a sua importância.

Segundo a fotógrafa conta em seu site, métodos africanos de trançado de cabelos existem há milhares de anos e a cultura nigeriana é rica nesse sentido. Os penteados são aprendidos ainda na infância e podem ser apenas decorativos ou mesmo transmitir significados mais simbólicos, como idade, status e tradições familiares.

Durante o período de colonização britânica, ocorrido entre o final do século 19 e início do século 20, estes penteados foram sendo substituídos por outras tradições… Segundo o Follow The Colours, perucas e técnicas de alisamento se tornaram populares na Nigéria antes da decolonização.

Foi o trabalho de outro fotógrafo que registrou toda a riqueza dos penteados típicos do país. J. D. ‘Okhai Ojeikere clicou mais de 1.000 estilos de cabelos durante 40 anos. Sua série de fotos em preto e branco inspirou Medina a recriar alguns destes penteados tradicionais, desta vez com muita cor, em um projeto que ganhou o nome de Chroma.

Publicidade

A disponibilidade de extensões e lãs coloridas em mercados locais hoje em dia levou a variações únicas nas técnicas de trançado. Chroma é uma celebração tanto de métodos tradicionais quanto contemporâneos. A série ​traz uma abordagem mais fantástica ao estilo documental de Ojeikere e recontextualiza algumas de seus (e outros) estilos de cabelo, para salientar os designs atuais e imaginados, celebrando a arte da cultura nigeriana“, destaca ela em seu site.

Vem ver (e se inspirar)! 

Publicidade Anuncie

Fotos: Medina Dugger


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Nem Britney nem Paris Hilton. Essa foi a primeira selfie da humanidade