Arte

A mulher que já ajudou a identificar mais de 500 criminosos com sua arte

por: Gabriela Glette

A norte americana Lois Gibson passou mais de 30 anos trabalhando como artista forense no Departamento de Polícia de Houston – no Texas, dos quais ela ajudou a polícia a identificar mais de 500 criminosos, através de sua sensibilidade. A maioria de suas ilustrações foram feitas sem nunca ter visto a pessoa, apenas com as descrições informadas pelas vítimas.

Ela, que recentemente entrou para o Guinness – livro dos recordes, no ano passado, por ter sido a artista forense que mais ajudou a polícia a identificar criminosos, em todo o mundo, diz que não foi coincidência que tenha decidido dedicar sua arte para solucionar crimes. Quando tinha 21 anos, Lois sofreu um assalto à mão armada em que quase morreu, em Los Angeles.

Estima-se que ela tenha ajudado a desvendar mais de 1260 casos e, hoje seus retratos estampam paredes de edifícios públicos em todo o estado. Formada em arte, pela Universidade do Texas – em Austin, ela explica ao site Colors Magazine porque sua arte não precisa ser, necessariamente, bela: Minha arte é o único tipo que não precisa ser bonito. É feia, desleixada e incompleta – mas, se salvar vidas, fica bonita e perfeita”.

Publicidade

Fotos: Colors Magazine


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Corre! Fernanda Montenegro estrela peça por R$ 5 no Theatro Municipal