Estilo

Como e por que os cabelos loiros surgiram, de acordo com a ciência

por: Redação Hypeness

Não é fácil encontrar pessoas de cabelos naturalmente loiros por aí. Estima-se que menos de 2% da população mundial tenha os fios dessa tonalidade, e a tendência é que a proporção diminua ainda mais.

Entender por que há pessoas loiras é um desafio para a ciência. Embora a explicação superficial seja simples – há dois tipos de pigmentos, a eumelanina, majoritária em fios escuros, e a feomelanina, mais presente nos fios claros -, a coisa é mais complexa que isso.

Acredita-se que a primeira pessoa com cabelos loiros tenha surgido na Europa, há cerca de 11 mil anos. E só há pouco tempo os pesquisadores chegaram perto dos motivos.

Um estudo recente publicado na revista Nature indica que a diferença genética entre pessoas com cabelos loiros ou morenos é muito pequena, bastando uma pequena alteração no código genético para que isso ocorra.

A explicação não é simples: um grupo de cientistas descobriu um pedaço de DNA (um gene chamado rs12821526) que ajuda a regular a produção dos diferentes tipos de melanina que afeta os cabelos. Ele está presente nas pessoas loiras, mas não em todas as morenas, e reduz a atividade das células geradoras de pigmento em cerca de 20%.

Agora, a genética realmente não é um campo de estudos fácil. Os cientistas encontraram o gene rs12821526 em pessoas que não são loiras, e ainda não conseguiram identificar exatamente o porquê disso.

Provavelmente é porque há outros genes ligados à produção de melanina, e eles trabalham juntos para definir a cor dos cabelos. Assim, acredita-se que quem tem o gene rs12821526 provavelmente terá os fios mais claros, mas não necessariamente loiros.

E há outro detalhe importante: esse gene só está ligado mesmo à cor dos cabelos. A melanina é produzida em níveis diferentes nas partes do genoma que definem a pigmentação da pele e dos cabelos, por exemplo, por isso pode haver pessoas com os cabelos mais claros e a pele mais escura que outras de cabelos castanhos ou até pretos, mas com a pele mais clara.

De qualquer forma, se você tem cabelos loiros (naturais ou não), mais importante do que entender a origem, sendo ela genética ou de salão, é saber como cuidar bem dos fios. Por isso indicamos Aussie, marca de produtos capilares para todos os tipos e cores de cabelos, incluindo os loiros, que por sua vez precisam de uma hidratação intensa diária, e você encontra em todo o portfólio da marca.

Com ingredientes exóticos e naturais da Austrália, como Oléo de Jojoba, Aloe e Vera e algas marinhas, as linhas de shampoos, condicionadores e creme de tratamentos são capazes de realizar grandes milagres e deixar as madeixas hidratadas, macias e com um cheirinho irresistível.

Para aqueles que não pertencem aos 2% da população naturalmente loira, mas amam a tonalidade, recomendamos o uso diário dos produtos Aussie, que além de hidratar, vão criar uma camada protetora que ajuda a prevenir a perda de hidratação dos fios ao longo do tempo. Porém, no momento de descolori-los devem utilizar antes qualquer shampoo antí-resíduos (também conhecido como pré-shampoo) para uma lavagem profunda e liberação das cutículas para o uso dos agentes químicos. Assim, sua cor vai ficar linda e seus cabelos continuam super hidratados.

Afinal, cabelo não é tudo na vida, mas é um bom começo!

Publicidade

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Marca cria coleção cápsula inspirada em Leonardo da Vinci em parceria com o Louvre