Criatividade

Holandês transforma alimentos desperdiçados em incríveis salgadinhos impressos em 3D

por: Redação Hypeness

Infelizmente, cerca de um terço da comida do mundo é perdida ou jogada fora todos os anos, o que significa que mais de 1,6 toneladas de alimentos deixam de alimentar quem precisa. Um dado triste e alarmante, que abre espaço para diferentes questionamentos. Foi com o objetivo de combater este imenso desperdício, que o holandês Van Doleweerd se uniu à empresa de tecnologia 3D China Food Company, transformando alimentos que seriam jogados no lixo, em incríveis lanches impressos em 3D.

Foi durante sua graduação de Design Industrial, na Universidade de Tecnologia de Eindhoven – Holanda, que ele começou a estudar diferentes maneiras de diminuir o desperdício, criando assim o conceito de alimento sustentável. Muitos alimentos são jogados no lixo por causa da aparência e textura, o que não é justificável, já que eles mantêm sua função primordial, que é a de nutrir.

A base para os biscoitos é feita de arroz, que existe em abundância na China e, após criar uma pasta, adiciona-se frutas e legumes desperdiçados (sem estarem contaminados), para que o biscoito ganhe cores vibrantes. Depois da pasta estar pronta, ela é inserida na impressora 3D, que fará formas geométricas comestíveis e sustentáveis, contendo até 75% de resíduos alimentares em sua composição.

Porém, logo depois do biscoito ser impresso ele será completamente desidratado, para que atenda os padrões de higiene e segurança alimentar. O resultado é um salgadinho que pode ter diversas cores, sabores e, até mesmo uma versão vegana.

Publicidade

Fotos: Elzelinde Van Doleweerd


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Maravilhoso calendário de pais bailarinos arrecada dinheiro a pesquisa do câncer