Debate

‘Homofobia de Bolsonaro é da boca para fora’: 11 pessoas que não entenderam a Regina Duarte

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Para Regina Duarte, as declarações do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro são fruto de um “jeito masculino”. Em entrevista ao Estado de São Paulo, a atriz disse que “ele tem uma arma democrática”.

Regina, que marcou presença em atos em favor da candidatura do postulante do PSL, relativizou declarações preconceituosas, racistas, machistas e homofóbicas feitas por Bolsonaro nos últimos tempos.

Citando Monteiro Lobato, caracterizado por falas racistas no passado, ela garantiu que quando conheceu Bolsonaro pessoalmente, encontrou “um cara doce, um homem dos anos 1950, como meu pai, e que faz brincadeiras homofóbicas, mas é da boca pra fora, um jeito masculino que vem desde Monteiro Lobato, que chamava o brasileiro de preguiçoso e que dizia que lugar de negro é na cozinha”.

Regina Duarte contemporizou falas preconceituosas de Bolsonaro, a quem chamou de “um cara doce”

A entrevista repercutiu nas redes sociais e muitas pessoas ficaram surpresas com a fala da ‘namoradinha do Brasil’ e criticaram a postura de tentar contemporizar declarações preconceituosas.

Durante a entrevista, a atriz global disse que os problemas do Brasil é “resultado dos erros monstruosos do PT e a falta de mea-culpa”.

Lembrando que Bolsonaro chegou a dizer que o nascimento de sua filha era resultado de uma fraquejada e que ter um filho gay é resultado de “falta de porrada”. O líder das pesquisas também comparou quilombolas com animais.

“Eu fui num quilombo. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada. Eu acho que nem para procriador ele serve mais. Mais de R$ 1 bilhão por ano é gasto com eles”.

Publicidade Anuncie

Foto: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Após 25 anos tentando, Cleusa consegue o divórcio: ‘Foi a pressão do Brasil e do mundo que fez isso’