Sustentabilidade

Mancha de poluição do Tietê diminui e animais começam a retornar ao rio

por: Redação Hypeness

A poluição extrema do Rio Tietê data de décadas. Há mais de cinquenta anos a população das diversas cidades por onde passa o rio de mais de mil km de extensão não sabe o que é ter a liberdade de mergulhar em suas águas, como acontecia antigamente.

O esforço para despoluir o Tietê é bem mais recente, e, ainda que mais devagar que o esperado, vem dando resultados. Segundo a Fundação SOS Mata Atlântica, responsável pelo projeto Observando os Rios, que monitora a situação do Tietê desde 1991, a mancha de poluição diminui em 8 quilômetros do ano passado para cá.

Rio Tietê na região de Salto

Ainda há muito o que fazer, e a mancha continua tendo 122 km de extensão, equivalente a 11% do total do rio. Dos 94 trechos analisados em todo o estado de São Paulo, apenas seis têm água considerada boa. Nenhum ponto foi classificado como ótimo.

Mesmo assim, há lugares em que a vida vem voltando ao Tietê. Segundo Malu Ribeiro, especialista em água da SOS Mata Atlântica, há trechos onde é possível ver tartarugas e patos nadando. Marrecos, garças e até ariranhas também foram observados.

Voltar a nadar no Tietê ainda parece uma ideia muito distante, mas, caso os avanços se intensifiquem, quem sabe seja algo que ainda veremos em vida. Sem esquecer que, caso não continuemos prestando atenção, a situação pode voltar a piorar.

Rio Tietê em Barra Bonita

Publicidade

Fotos via Wikimedia Commons


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Balada vegana em BH tem DJ, pista de dança, petiscos e bebidas cruelty free